A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

28/02/2011 11:52

Assistentes sociais param por 24h e INSS fica serm atendimento amanhã

Assistentes sociais param por 24 horas e INSS fica serm atendimento amanhã

Os assistentes sociais que fazem atendimento à população nas agências do INSS cruzam os braços nessa terça-feira em uma paralisação de 24 horas.

A categoria quer redução da jornada de trabalho, de 40, para 30 horas semanais. Hoje, o seviço é rpestaod por 8 horas diárias, mas os assistentes sociais reclamam que a lei que regulamenta o trablaho da categoria estabelece carga de 6 horas por dia.

Com a paralisação, que é nacional, o INSS teve de remarcar os atendimentos agendados para amanhã, porque são so assistentes sociais que fazem as primeiras entrevistas com quem procura o órgão.

A mobilização será em frente a agência da Previdência Social em Campo Grande, na rua 26 de Agosto, também com coleta de assinaturas em adesão ao movimento, que serão encaminhadas ao governo federal.

Na ocasião, os servidores vão entregar uma carta à população, sobre os motivos do protesto.

Segundo o material, a paralisação "ocorre devido à intransigência do Ministério do Planejamento Orçamento e Gestão (MPOG), do Ministério da Previdência Social (MPS) e do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) no cumprimento do que determina a Lei nº 12.317, de 26 de Agosto de 2010, que trata sobre o direito à carga horária diária de 6 horas de trabalho (30 horas semanais) para os (as) assistentes sociais do Brasil".

MEC deve homologar Base Comum Curricular na próxima quarta-feira
O Ministério da Educação informou que a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), aprovada hoje (15) pelo Conselho Nacional de Educação (CNE), deve ser ...
Presos da penitenciária federal da Capital são julgados por crime em RN
Um preso custodiado no presídio federal de Campo Grande foi julgado, ao lado de outros três homens, na quinta-feira (14) e nessa sexta-feira (15) por...
Governo Federal reduz período do horário de verão para 2018/19
O presidente Michel Temer assinou hoje (15) um decreto reduzindo em duas semanas o horário de verão em 2018. No ano que vem, a medida começará a vale...
Inscrições para o Vestibular 2018 da UFMS seguem abertas
A UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) segue com inscrições abertas para o Vestibular 2018, que selecionará alunos para cursos de gradua...


Infelizmente somos uma categoria desunida e sem força politica, pois é uma lei que não foi cumprida por ninguém, nem empresas privadas nem empresas públicas, desde de sua aprovação em 2010. Se fossemos médicos ou engenheiros essa Lei já estaria em vigor desde sua publicação. Serviço Social é uma profissão que poucos valorizam, na qual somos mal remuneradas, sempre ganhamos menos que engenheiros, médicos, psicologos e outros profissionais, é uma carreira em que dificilmente conseguimos atuar fora da sua especificação, como por exemplo na área de RH como gerentes. Concursos para essa área só com formação de administrador ou psicologo, somos descriminadas no nosso conhecimento que é abrangente mas não reconhecido. É uma pena, que para valer nossos direitos temos que fazer paralisações!!!
 
ELIANE CASTELO em 28/02/2011 05:27:33
A luta é justa.
 
alcenair nobre costa em 28/02/2011 03:35:21
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions