A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

22/05/2013 07:55

Associação apresenta proposta feita pela AL a cabos e soldados hoje

Paula Maciulevicius
Ontem a Associação conseguiu junto da Polícia Civil que os parlamentares não votassem a tabela de reajuste. (Foto: Vanderlei Aparecido)Ontem a Associação conseguiu junto da Polícia Civil que os parlamentares não votassem a tabela de reajuste. (Foto: Vanderlei Aparecido)

A Associação de Cabos e Soldados Militares se reúne hoje com a categoria para apresentar proposta feita pelo presidente da Assembleia Legislativa, Jerson Domingos (PMDB). A reunião está prevista para 9h, na Fetems.

Ontem a Associação esteve na Casa de Leis e conseguiu junto da Polícia Civil que os parlamentares não votassem a tabela de reajuste encaminhada pelo Governo do Estado. Os deputados se comprometeram a ajudar nas negociações. Uma delas é a que será apresentada à categoria nesta manhã.

Segundo o presidente da Associação, Edmar Soares da Silva, a PM mantém o aquartelamento. Ele afirma que a adesão já chegou a 90% das cidades de Mato Grosso do Sul. O último município a aderir, conforme a Associação, foi Rio Verde.

Nesta terça-feira, depois de horas de conversa com deputados e sindicalistas, o Estado aumentou em 1% a proposta de reajuste oferecida para a PM (Polícia Militar) a partir de 2014. O presidente da Associação não levou o percentual à votação.

Ele afirmou que “entre 7% ou nada, prefere não ter nada, para não ficar devendo nada ao governo”.

Até agora o governo defendia para soldados aumento de 7% este ano e 8% seguidos de 20% até dezembro de 2014. Para cabo a indicação é de 7%, 8% e 14%, respectivamente. A PM quer aumento do piso para o equivalente a 17% do vencimento de um coronel para esse ano, 20% para 2014, e aumento toda vez que a patente maior tiver o reajuste.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions