A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

02/12/2011 21:37

Bares e restaurantes de área nobre são acusados de furtar energia

Paulo Fernandes e Viviane Oliveira
Peritos vistoriam padrões de energia elétrica e descobrem alterações que mascaravam a medição do consumo (Foto: Assessoria de Imprensa da Enersul)Peritos vistoriam padrões de energia elétrica e descobrem alterações que mascaravam a medição do consumo (Foto: Assessoria de Imprensa da Enersul)

Bares e restaurantes de áreas nobres de Campo Grande e Dourados irão responder por furto de energia elétrica. Segundo a Enersul, em menos de uma semana, o departamento de perícia da Polícia Civil registrou quatro boletins de ocorrência por constatar, nos padrões de energia elétrica, alterações que mascaravam a medição do consumo.

Três estabelecimentos são de Campo Grande. No Café Mostarda, nos altos da avenida Afonso Pena, os peritos, acompanhados pela equipe de fiscalização técnica da Enersul, identificaram, segundo a assessoria de imprensa da concessionária, uma adulteração que impedia, no período de maior consumo, o relógio de marcar a energia utilizada.

Já a Cantina Mato Grosso, no Carandá Bosque, próximo ao Parque dos Poderes, é acusada de fazer uma fraude que só deixava o relógio medir pouco mais de 60% de todo o consumo que o estabelecimento necessita para funcionar.

No restaurante Sabor & Prosa, na avenida Ricardo Brandão, foi encontrada uma ligação clandestina para desviar do medidor toda a energia consumida, segundo a Enersul.

Em Dourados, na avenida Weimar Torres, em uma área nobre, o restaurante Bruno's Grill também foi acusado de uma fraude no padrão de energia. Segundo a Enersul, o restaurante conseguia mascarar o registro de um terço do consumo.

Somente em 2011, o setor de combate ao furto e recuperação de energia da concessionária registrou 29.952 unidades consumidoras com algum tipo de irregularidade que adulterava a medição do consumo de energia. Isso significa que a cada cinco unidades vistoriadas, pelo menos uma apresentou esse tipo de problema.

A Enersul informou que o combate ao furto é uma obrigação regulatória das concessionárias em todo o país. Ainda conforme a empresa além de ser crime previsto em Lei, com pena de até 4 anos de prisão, a infração impacta no valor da tarifa, prejudica a arrecadação de tributos fundamentais para investimentos sociais e gera risco de incêndio nos lugares em que o sistema de ligação é fraudado, contrariando os padrões técnicos e as normas de segurança.

Outro lado – Ivaldo Barreto Nascimento, um dos responsáveis pela Cantina Mato Grosso, afirmou que apenas a Enersul mexe no padrão de energia e rebate a acusação de fraude. “Eu pago quase R$ 10 mil de energia, esse absurdo para esse cara falar que o meu relógio adulterado”, afirmou.

Ele conta que funcionários de uma prestadora de serviços foram à cantina ontem e disseram haver fraude. Ivaldo declarou ainda que após a empresa terceirizada ter mexido no relógio, o fornecimento de energia elétrica ficou instável, caiu mais de dez vezes, e muitos clientes foram embora reclamando que o chopp estava quente.

“Não tem fraude e nunca teve. Nós estamos tranqüilos e não devemos nada”, acrescentou a gerente administrativa da cantina, Lucimar dos Santos Bahia.

No Bruno's Grill, o proprietário, que se identificou como Antonio S. B., negou ter feito qualquer fraude e questionou a forma como a perícia é feita.

Segundo ele, a Enersul deveria dar condições de o cliente chamar um técnico de confiança para acompanhar os trabalhos.

Ele afirma ainda que o medidor de energia fica do lado de fora do estabelecimento e qualquer um pode ter mexido. “É um abuso de autoridade o que eles fazem. Não vou me sujar por porcaria. O relógio fica exposto na rua”, disse.

Procurado pela reportagem, o Café Mostarda não respondeu aos questionamentos até o fechamento desta matéria. O Campo Grande News também não conseguiu falar com os responsáveis pelo restaurante Sabor & Prosa.

Câmara Federal regulamenta carreira dos agentes comunitários de saúde
Com a presença de agentes comunitários nas galerias da Câmara, os deputados federais concluíram hoje (12) a votação do projeto de lei que regulamenta...
Anvisa libera serviço de vacinação em farmácias de todo o país
Farmácias e drogarias de todo o país vão poder oferecer o serviço de vacinação a clientes. A possibilidade foi garantida em resolução aprovada hoje (...


Não é só comércio não... Tem muita casa de gente rica que tem "gato"... Gente com bomba de piscina, poço artesiano, banheira de hidro-massagem, amplos espaços iluminados e pagam menos que muita gente que vive em casas de padrões inferiores. O pior de tudo é que quem acaba pagando parte disso é o consumidor honesto. Mas quero ver quando mudarem o sistema de medição!!!!
 
Wellington Sampaio em 03/12/2011 12:26:30
Não se iludam, mesmo se a enersul encontrar todos os gatos de CG e "mata-los", eles nunca vão abaixar as contas de nós consumidores menores. Não que a fiscalização não deva ser feita, pois a lei é para todos mas daí a baixar o valor....KKK.
 
Roberto carlos em 03/12/2011 11:48:15
...
O que não se pode deixar de fazer é mandar para a cadeia quem pede para fazer este serviço e quem faz ele também.
Profissionais de verdade estão ai no mercado para projetar bem sua instalação sempre com a visão de se necessário, ampliar o circuito.
E com certeza, é algo que necessariamente faz bem ao bolso do proprietário.
 
Antônio Marcos Alencar em 03/12/2011 11:29:47
Como profissional da área, lamento que ainda existam outros "profissionais" que fazem ligação clandestina para o facilitamento ilícito.
Se está comprovado o furto de energia, é necessário que se faça as reparações necessárias e o comprimento do dever. Se os comerciantes alegam que há engano na fiscalização, há como reparar os danos e prejuízos causados pela concessionária...
 
Antônio Marcos Alencar em 03/12/2011 11:25:39
Acredito que as empresas referidas nessa reportagem são tão somente a ponta do iceberg. Sem dúvida há muitas outras que operam na ilegalidade com medidores adulterados ou mesmo com gatos. Quem paga a conta no final, somos nós, consumidores residenciais. Está aí a razão de termos a energia elétrica mais cara desse país! Que a Enersul intensifique a fiscalização para desonerar o consumidor.
 
Fabiano Bellesia em 03/12/2011 10:42:46
Amigo leitor,

Muitas da chamadas "fraudes" para a Enersul se dão única e exclusivamente por falha do medidor; que aliás é de propriedade da Enersul.
Quando a falha é do medidor, o problema é de responsabilidade da Enersul, e não do consumidor (mesmo que seja pessoa jurídica).
Sinceramente espero que não seja o caso da notícia, pois a honra de muita gente pode estar sendo manchada.Carlos Gomes
 
Carlos Alberto Souza Gomes em 03/12/2011 10:40:14
Nos temos a energia eletrica uma das mais caras do pais, sendo que é uma necessidade básica, e sempre no final do ano a empresa energetica começa achar "gatos" tanto no comercio como na residencias.
não acham isso estranho?
 
Luciano Monteiro em 03/12/2011 08:46:05
CADEIA NELES.!
 
Marcos cunha em 03/12/2011 05:53:07
AS FRAUDES NAS LIGAÇÕES DE ENERGIA ELÉTRICA, ESPECIALMENTE EM ESTABELECIMENTOS QUE TEM FINS LUCRATIVOS NÃO SÃO UMA PRÁTICA RECOMENDÁVEL. PORÉM, O QUE DEVE FAZER O POBRE CONSUMIDOR DIANTE DAS TARIFAS EXTORSIVAS, QUASE IMPAGÁVEIS, COBRADAS PELA CONCESSIONÁRIA?
 
Caio Fábio Junqueira em 03/12/2011 01:08:38
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions