A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

20/11/2012 14:56

BB perde em janeiro exclusividade para consignados no Estado

Marta Ferreira
Puccinelli diz que governo intermediar situação, para evitar que servidor fique endividado. (Foto: Rodrigo Pazinato)Puccinelli diz que governo intermediar situação, para evitar que servidor fique endividado. (Foto: Rodrigo Pazinato)

A partir de primeiro de janeiro de 2013, os servidores públicos estaduais de Mato Grosso do Sul vão poder fazer empréstimos consignados em outras instituições além do Banco do Brasil, que detinha a exclusividade desde 2010. O governador André Puccinelli (PMDB) informou hoje cedo a data a partir da qual vai ser cumprida a determinação do Banco Central e do Cade (Conselho Administrativo de Desenvolvimento Econômico) que proíbe a exclusividade na realização de consignados.

Segundo o governador afirmou, o Estado também pretende buscar junto aos novos bancos autorizados garantias de que não haverá lesão ao funcionário público, evitando juros extorsivos.

“A partir de 1º de janeiro de 2013 o consignado estará liberado para todos. Esse é um compromisso que estaremos cumprindo”, afirmou o governador, durante a abertura da Campanha 16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência Contra a Mulher, na Governadoria.

“Serão chamadas todas as instituições financeiras para que deem garantia de não dar golpe no servidor, de não cobrar juros extorsivos”, comentou o governador.

Uma das preocupações levantadas é que o servidor endividado hoje no Banco do Brasil, corra o risco de se comprometer com juros abusivos ao buscar em um novo banco recursos para quitação. “Nós vamos tomar cuidado para que isso não aconteça. Vamos tomar cuidado para mediar, também, para os sindicatos dos servidores, maneiras de que as outras instituições, por estar ele [servidor] penhorado numa e querendo sair, não cobrem juros mais caros”, disse o governador.

Mega-Sena acumula e prêmio no sábado pode chegar a R$ 39 milhões
A Mega-Sena mais uma vez ficou sem vencer na noite desta quarta-feira (13) e, assim, acumulou. O prêmio pode subir para R$ 39 milhões no sorteio do p...
Chuva intensa de meteoros terá pico na madrugada de quinta-feira
A chuva de meteoros Geminídeos – uma das mais intensas e brilhantes do ano – vai ocorrer durante a noite de hoje (13) e a madrugada de amanhã (14) e ...
STF tem maioria a favor de delação negociada pela Polícia Federal
O Supremo Tribunal Federal (STF) formou hoje (13) maioria para manter a autorização legal para que a Polícia Federal (PF) possa negociar delações pre...


Ele fala como se estivesse nos fazendo um favor, qd na verdade é mais que obrigação nos libertar deste monopólio miserável imposto a nós por esse banquinho medíocre.
 
leonel salem em 01/12/2012 07:48:21
kkkkkkkkkkkk, isso seria uma ótima piada se não fosse verdade aqui em Mato Grosso do Sul. Que absurdo! É por essas e por outras tantas que o governador não emplacou seu candidato à prefeitura de Campo Grande. O servidor tem direito a escolher onde irá "comprar" o seu dinheiro. Restringir essa aquisição apenas a uma determinada instituição bancária/financeira, equivale a decretar, também, que o servidor somente poderá adquirir televisor, refrigerador, máquina de lavar etc., em uma determinada loja. Isso não existe em nenhum dos demais Estados da Federação.
 
Paulo Cézar Troncoso em 21/11/2012 08:35:54
poderia sim o governador conceder um aumento digno (digo, digno, não absurdo), para nós servidores do estado, pois o salário que nós recebemos, o governador sabe muito bem isso, fica aquém disso.
 
alex silva em 21/11/2012 07:27:00
Que papo bravo é esse exmo sr. AP? É pra acabar o pequi do Ceará !
 
CLAUDIO MOREIRA em 20/11/2012 21:27:32
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions