ACOMPANHE-NOS    
JANEIRO, QUARTA  20    CAMPO GRANDE 25º

Cidades

BB perde em janeiro exclusividade para consignados no Estado

Por Marta Ferreira | 20/11/2012 14:56
Puccinelli diz que governo intermediar situação, para evitar que servidor fique endividado. (Foto: Rodrigo Pazinato)
Puccinelli diz que governo intermediar situação, para evitar que servidor fique endividado. (Foto: Rodrigo Pazinato)

A partir de primeiro de janeiro de 2013, os servidores públicos estaduais de Mato Grosso do Sul vão poder fazer empréstimos consignados em outras instituições além do Banco do Brasil, que detinha a exclusividade desde 2010. O governador André Puccinelli (PMDB) informou hoje cedo a data a partir da qual vai ser cumprida a determinação do Banco Central e do Cade (Conselho Administrativo de Desenvolvimento Econômico) que proíbe a exclusividade na realização de consignados.

Segundo o governador afirmou, o Estado também pretende buscar junto aos novos bancos autorizados garantias de que não haverá lesão ao funcionário público, evitando juros extorsivos.

“A partir de 1º de janeiro de 2013 o consignado estará liberado para todos. Esse é um compromisso que estaremos cumprindo”, afirmou o governador, durante a abertura da Campanha 16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência Contra a Mulher, na Governadoria.

“Serão chamadas todas as instituições financeiras para que deem garantia de não dar golpe no servidor, de não cobrar juros extorsivos”, comentou o governador.

Uma das preocupações levantadas é que o servidor endividado hoje no Banco do Brasil, corra o risco de se comprometer com juros abusivos ao buscar em um novo banco recursos para quitação. “Nós vamos tomar cuidado para que isso não aconteça. Vamos tomar cuidado para mediar, também, para os sindicatos dos servidores, maneiras de que as outras instituições, por estar ele [servidor] penhorado numa e querendo sair, não cobrem juros mais caros”, disse o governador.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário