A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

19/02/2010 10:04

Brincadeira deixa menino com lança do portão espetada

Redação

João Vitor de Oliveira Garcia, 8 anos, ficou com uma lança do portão cravada no braço, às 18 horas de ontem, quando brincava no portão de casa, na Rua Arquiteto Carlos Alberto Maffei, Bairro Aero Rancho, em Campo Grande. O acidente doméstico serviu de alerta para vizinhos, que reforçarão as precauções com os filhos.

Ainda apreensiva, a mãe de João Victor, Tatiane de Oliveira, 24 anos, conta que pediu ao filho para descer do portão, no entanto, ele continuou a brincadeira.

Segundo Tatiane, João Vitor estava com outras crianças quando um amigo jogou uma pedra e, quando tentava desviar, escorregou. Ele ficou com a lança espetada no braço esquerdo até a chegada do Corpo de Bombeiros.

Os militares tiveram de cortar a o portão, para evitar que o caso se agravasse. A criança foi encaminhada à Santa Casa de Campo Grande, onde está com o pai.

A vizinha Marli Teixeira Pita, 42 anos, ficou assustada com o acidente. Ela relata que muitas pessoas se aglomeraram na casa durante o resgate.

Marli diz que primeiro Tatiane teve de segurar a criança, para evitar que a lança entrasse mais profundamente no braço. No entanto, a mãe não aguentou mais e outro morador ajudou.

Conforme Marli, este vizinho chegou a falar que iria entortar as lanças do portão de casa. "Diminui a segurança mas é menos risco com as crianças" completa.

Na versão de Marli, os meninos que brincavam na rua tentavam pegar uma pipa quando houve o acidente.

Ela decidiu contar detalhes do caso porque esta é a segunda vez que vê acidente semelhante. Quando morava na Vila Carvalho, ela já viu o filho do vizinho ficar com o portão espetado na barriga.

"Criança é teimosa mesmo", lamenta a mãe de João Vitor, que tem outros quatro filhos. (Colaborou Laís Latta).

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions