A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 17 de Janeiro de 2019

17/08/2010 18:16

Cabeleireira continua acorrentada no Hospital Regional

Redação

A cabeleireira Edna Lima Bronze, de 33 anos, continua acorrentada em frente ao Hospital Regional desde o início da tarde desta terça-feira. Ela contou ao Campo Grande News que uma equipe do Corpo de Bombeiros foi ao local para tentar convencê-la a ir embora, mas a tentativa foi em vão.

Edna também disse que permanecerá em frente ao hospital até o momento em que agüentar. "Não descarto a possibilidade de passar a noite aqui", revela.

O protesto de Edna é referente à "falta de condições" do sistema de saúde pública. Os problemas dela começaram no final de março deste ano, quando passou a sentir fortes dores abdominais e hemorragia. Os médicos diagnosticaram infecção urinária, prescreveram antiinflamatórios, analgésicos e a liberaram.

No dia 4 de abril foi encaminhada para o Hospital Regional, onde passou por uma radiografia e acabou encaminhada imediatamente para o centro cirúrgico. O diagnóstico do hospital foi o de apendicite.

Ao acordar da cirurgia, a cabeleireira percebeu que além do corte tradicional da cirurgia de apêndice, tinha também um outro, maior, que começava acima do umbigo e terminava no púbis.

Com a chegada dos médicos, foi informada de seu verdadeiro problema: gravidez tubária rota, quando o feto é gerado fora do útero. Com o desenvolvimento da gravidez, a trompa se rompeu e o feto morreu, gerando uma hemorragia não detectada pelos médicos que fizeram o primeiro diagnóstico. O ovário e a trompa esquerda tiveram de ser retirados pelos médicos.

Segundo Edna, os médicos que a atenderam eram nefrologistas, que não conseguiram diagnosticar o problema em tempo hábil. Além disso a cirurgia, que de acordo com ela foi feita por uma cirurgiã plástica, deixou cicatrizes profundas apesar dos quatro meses já passados.

PF pede 90 dias para fechar inquérito sobre atentado contra Bolsonaro
A Polícia Federal (PF) pediu hoje (16) à Justiça Federal em Minas Gerais mais 90 dias para encerrar o inquérito que apura quem são os responsáveis pe...
Com 3 sorteios na semana, Mega-Sena pode pagar até R$ 27 milhões, amanhã
A Mega-Sena pode pagar até R$ 27 milhões nesta quinta-feira (17) para quem acertar as seis dezenas do prêmio. Nesta semana, excepcionalmente, como pa...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions