A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

12/09/2014 17:31

Calor bate recorde de 26 anos e 9 cidades sofrem com clima de deserto

Edivaldo Bitencourt e Adriano Fernandes
Sol vem castigando o campo-grandense com a terceira maior temperatura do País (Foto: Marcos Ermínio)Sol vem castigando o campo-grandense com a terceira maior temperatura do País (Foto: Marcos Ermínio)

Os termômetros bateram recorde histórico ao registrar calor de 36,3º C na tarde de hoje em Campo Grande. Além de muito quente, nove cidades do interior tiveram um tempo tão seco quanto ao registrado em deserto, com a umidade relativa do ar abaixo de 15%, segundo o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia).

Por volta das 14h, os moradores de Campo Grande enfrentaram calor de 36,3º C, a terceira maior temperatura entre as capitais, só atrás de Cuiabá (MT), com 38º C, e Palmas (TO), com 39,5º C.

Segundo o Centro de Previsão do Tempo de Estudos Climáticos do Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), a temperatura de hoje é a maior desde 1988, quando a cidade teve máxima histórica de 35,8º C em 29 de agosto e 29 de setembro.

Outros municípios também enfrentaram um dia de calorão. Em Coxim, a 260 quilômetros da Capital, os termômetros marcaram 38,4º C, de acordo com o Inmet.

Campo Grande pode ter chuva para amenizar calorão nos próximos dias (Foto: Marcelo Calazans)Campo Grande pode ter chuva para amenizar calorão nos próximos dias (Foto: Marcelo Calazans)

Seco – Os moradores da Capital também sofreram com o tempo muito seco. A umidade relativa do ar ficou em 17%, considerado estado de emergência pelas autoridades de saúde. Médicos recomendam que abaixo de 20% já se deve evitar atividades físicas e ingerir bastante líquido. O nível considerado ideal para a saúde do ser humano é de 60%.

A situação é muito mais crítica em outras nove cidades, que registraram umidade relativa do ar abaixo dos 15%, só registrada em desertos. A pior situação foi registrada Em Água Clara, a 198 quilômetros de Campo Grande, onde os moradores sofreram com o calor de 37,8º C e a umidade relativa do ar em 10%, segundo o Inmet.

O estado também foi de emergência em outras oito cidades: Cassilândia e Três Lagoas, com 13%; Chapadão do Sul e Ivinhema, com 14%; Bataguassu, Costa Rica, Coxim e Sonora, 15%.

Previsão – A situação deve melhorar um pouco a partir de domingo com a chegada de uma frente fria, que deverá causar chuvas na maior parte das regiões e amenizar o calor. A mínima no Estado poderá ficar em 11º C na terça-feira.

A mudança começa neste sábado, quando os termômetros podem chegar a 37º C, enquanto a mínima chegará a 16º C. A chuva poderá ocorrer de forma isolada no período da tarde.

A situação melhora a partir de domingo, quando as temperaturas oscilam entre 17º C e 39º C e chuvas isoladas podem ocorrer de sul a oeste de Mato Grosso do Sul. Na segunda-feira, o tempo segue chuvoso em algumas cidades e os termômetros oscilam entre 13º C e 30º C.

Moradores encontram na pesca, uma opção de lazer em rio nas proximidade da Capital.(Foto:Marcelo Vitor)Moradores encontram na pesca, uma opção de lazer em rio nas proximidade da Capital.(Foto:Marcelo Vitor)
MEC deve homologar Base Comum Curricular na próxima quarta-feira
O Ministério da Educação informou que a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), aprovada hoje (15) pelo Conselho Nacional de Educação (CNE), deve ser ...
Presos da penitenciária federal da Capital são julgados por crime em RN
Um preso custodiado no presídio federal de Campo Grande foi julgado, ao lado de outros três homens, na quinta-feira (14) e nessa sexta-feira (15) por...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions