A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 14 de Dezembro de 2018

02/06/2008 11:49

Câmara de Mundo Novo pode responder por improbidade

Redação

A Câmara Municipal de Mundo Novo pode responder por improbidade administrativa por não ter informado ao MPE (Ministério Público Estadual) a revogação de uma lei que criava cargos no legislativo municipal. A criação dos cargos violava a constituição, portanto a PGJ (Procuradoria Geral de Justiça) ajuizou uma Adin (Ação Direta de Inconstitucionalidade). A lei foi revogada, mas a Câmara não informou a justiça, que só extinguiu a ação no último dia 28 de maio.

De acordo com a assessoria de imprensa do ministério público, a Câmara levou o MPE a agir desnecessariamente, violando o dever de lealdade às instituições. A promotoria de Justiça do Patrimônio Público da cidade vai apurar o caso. A informação deveria ter sido repassada pelo presidente da Mesa Diretora da Câmara, vereador Sebastião Reis de Oliveira.
MEC vai propor nova estrutura para cursos de pedagogia
O Ministério da Educação (MEC) vai encaminhar ao Conselho Nacional de Educação (CNE), na próxima semana, uma proposta de modificação dos cursos de pe...
Motoristas envolvidos em contrabando terão habilitação cassada
O motorista que for condenado por dirigir veículo usado para receptação, descaminho ou contrabando de mercadorias terá sua carteira de habilitação ca...
STF decide que Ministério Público pode cobrar multas de ações penais
O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu hoje (13) que o Ministério Público tem competência para ajuizar ações de cobrança de multas definidas em con...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions