A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

28/01/2015 12:52

Campo Grande tem 2º menor índice de homicídio de jovens entre as capitais

Ricardo Campos Jr.

Campo Grande tem o segundo menor índice de homicídios na adolescência das capitais brasileiras segundo levantamento feito pela SDH (Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República), Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), Observatório de Favelas e o Laboratório de Análise da Violência da Universidade do Estado do Rio de Janeiro. O estudo, divulgado nesta quarta-feira (28), foi produzido com base em dados de 2012.

O município teve 1,10 jovem morto a cada mil, ficando apenas atrás de Palmas, com índice de 1,03. Das dez capitais com maiores índices, seis estão no nordeste. Fortaleza foi campeã, com 9,9 adolescentes assassinados a cada mil.

De acordo com a publicação, o relatório levou em conta apenas localidades com mais de 100 mil habitantes. No ranking estadual, Mato Grosso do Sul tem o sexto menor índice (1,91), ficando atrás de Roraima (1,80), Tocantins (1,43), São Paulo (1,29), Acre (1,22) e Santa Catarina (1,14).

Hoje, os homicídios representam 36,5% das causas de morte dos adolescentes no país, enquanto para a população total correspondem a 4,8%. Jovens negros têm 2,96 mais chances de serem mortos que brancos. A arma de fogo é o principal meio utilizado nesse tipo de crime.

Foi registrado ainda aumento de 17% no índice geral em relação a 2011. Projeção revela que mais de 42 mil adolescentes, de 12 a 18 anos, poderão ser vítimas de homicídio nas cidades com mais de 100 mil habitantes entre 2013 e 2019, ou seja, para cada grupo de mil pessoas com 12 anos completos em 2012, 3,32 correm o risco de serem assassinadas antes de atingirem os 19 anos de idade. (Veja o estudo completo)



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions