ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, QUINTA  30    CAMPO GRANDE 26º

Capital

Família vai à Justiça contra boate onde adolescente entrou antes de morrer

Por Viviane Oliveira e Marcus Moura | 16/01/2017 08:54
Isabela morreu em acidente ocorrido na madrugada de domingo (Foto: reprodução/Facebook)
Isabela morreu em acidente ocorrido na madrugada de domingo (Foto: reprodução/Facebook)

A família de Isabela da Silva, 15 anos, morta em acidente de carro na madrugada de domingo (15), quando voltava da casa noturna Macalé, diz que entrará na Justiça contra a boate, que autorizou a entrada da adolescente no estabelecimento. “Está todo mundo devastado, porque ninguém esperava que ela estivesse em um ambiente desse”, lamentou o funcionário público de 36 anos, tio da garota.

O acidente ocorreu no cruzamento da Rua Petrópolis com a Avenida Lúdio Martins Coelho, na entrada do Conjunto União, em Campo Grande. Isabela era uma das sete ocupantes de um GM Monza, conduzido por um rapaz de 24 anos. Ela morreu depois que o automóvel caiu dentro do córrego Lagoa. Já as amigas dela, Luanna Maciel Lemes do Nascimento, 20 anos, e a irmã de 17 anos, foram socorridas à Santa Casa e já receberam alta.

Testemunhas relataram que o motorista perdeu o controle da direção em uma curva porque fugia de uma perseguição feita por homens em motocicleta, sendo um deles ex-namorado da adolescente. O grupo voltava da boate, onde se envolveu em confusão com os rapazes.

Depois do acidente, os homens pediram ajuda na avenida e depois fugiram, abandonando as meninas no local. 

Ainda de acordo com o tio, a adolescente mentiu para a mãe que ia tomar tereré na casa da amiga, uma das ocupantes do carro que caiu no córrego, e aproveitou para sair. Ela ajudou a mãe a lavar louça e limpar a casa para poder sair”, contou.

Isabela, que era a filha mais velha de três irmãos, cursava o 8º ano. “Você imagina a cabeça da minha irmã, com duas crianças pequenas de 4 e 7 anos, tendo que cuidar do enterro da filha”, disse o tio.

Carro quase caiu dentro do córrego (Foto: Fernando Antunes)
Carro quase caiu dentro do córrego (Foto: Fernando Antunes)

Quanto ao namorado de Isabela que teria perseguido o veículo, o tio disse que a família não conhece o rapaz. Revoltado com a situação, ele afirmou ainda que a menina morreu afogada e que se tivesse recebido ajuda dos rapazes que fugiram, não teria morrido. 

O Campo Grande News tentou contato com a casa noturna Macalé pelos dois números que constam no Facebook da boate, mas as ligações não foram atendidas. O ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente) proíbe à entrada de menores de 18 anos em casas noturna. Os responsáveis pela boate podem ser responsabilizados criminalmente, caso tenha permitido a entrada.

O corpo de Isabela começou a ser velado na tarde de domingo na capela Campo Grande e o sepultamento está previsto para ocorrer ainda nesta manhã (16), no cemitério Nacional Parque.

Acidente - Conforme boletim de ocorrência, o motorista do veículo GM Monza, de cor branca, seguia em alta velocidade, quando perdeu o controle da direção em uma curva, bateu a roda na mureta e caiu no córrego Lagoa.

O corpo de Isabela foi encontrado à margem, há alguns metros depois do veículo. Tudo indica que a garota foi lançada para fora do Monza.

Nos siga no Google Notícias