A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

28/06/2016 10:35

“Não vamos entregar uma porcaria”, diz fornecedora de bermuda paraguaia

Fernanda Mathias
Uniformes escolares com etiqueta de fabricação no Paraguai chamaram atenção de pais de alunos (Foto:Akemi Higa)Uniformes escolares com etiqueta de fabricação no Paraguai chamaram atenção de pais de alunos (Foto:Akemi Higa)

O fornecimento de peças de roupas adquiridas no Paraguai é uma decisão estratégica que atende o critério de preço, mas os requisitos de qualidade são preservados. A explicação é da empresária Odilara, proprietária da OdilaraFrassão, dada na manhã desta terça-feira (28), por telefone, ao Campo Grande News, após a constatação de que a bermuda de uniformes dos alunos da Reme (Rede Municipal de Ensino) foi fabricada no país vizinho, gerando suspeita de pais quanto à qualidade e custo. 

“Temos que procurar preço, porque aqui nos espremem. Lá o custo é bem menor, em relação aos impostos e sempre fazemos algumas peças por lá. E temos a questão do Mercosul”, justifica.

Segundo Odilara, a matéria-prima usada na fabricação também é do Paraguai, mas a fabricação segue os mesmos critérios de qualidade. “Ás vezes, alguns materiais vão daqui. É uma questão que tem que avaliar. Mas a qualidade nós comprovamos já quando entregamos as amostras, seguimos tudo o que está no edital, não vamos entregar uma porcaria”.

A empresária diz, ainda, que atende compras públicas em vários outros estados, no próprio Rio Grande do Sul – a fábrica fica em Sapiranga – São Paulo, Paraná e Santa Catarina. A empresa está no mercado há cinco anos.

Uniformes escolares – No dia 03 de junho a Prefeitura de Campo Grande publicou na edição do Diário Oficial do Município a compra dos primeiros lotes de uniformes para os alunos da Reme (Rede Municipal de Ensino), mais de dois meses após o início das aulas. Camisetas e calçados foram comprados a R$ 3,8 milhões das empresas Nilcatex Têxtil e Odilara Frassão Calçados Eireli, segundo consta na publicação.

Nas etiquetas das bermudas entregues pela Semed (Secretaria Municipal de Educação) aos alunos da Reme, por meio da prefeitura da Capital, há a informação de que as peças foram importadas do Paraguai pela empresa Triunfo Comércio e Importação, de Blumenau (SC), e distribuídas pela Odilara.

Em nota, a Prefeitura informou que as empresas cumpriram com requisitos de qualidade e preço e que a licitação obedeceu todos os trâmites legais. Informa, inclusive, que as peças foram inspecionadas após a entrega e que antes as empresas apresentaram amostras que atestaram a qualidade.



Sem noção esse Bernal, foi comprar uniformes do Paraguai!

Claro que não vai prestar.

A empresa deve ser de algum parente dele, pois ele é paraguaio.

 
wild em 28/06/2016 18:04:34
Esse prefeito é uma vergonha para nosso cidade, Bernal incompetente.
 
Beto em 28/06/2016 11:24:55
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions