ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, SEXTA  22    CAMPO GRANDE 22º

Capital

4º preso por sequestro, acadêmico revela planejamento do crime

Por Vinícius Squinelo e Mariana Lopes | 28/11/2013 19:09
Samir foi ouvido pelo delegado da DPCA, Laureto (foto: Cleber Gellio)
Samir foi ouvido pelo delegado da DPCA, Laureto (foto: Cleber Gellio)

O depoimento de Samir Souza El Ossais, 33 anos, revelou detalhes do sequestro de um bebê no bairro Dom Antônio Barbosa, em Campo Grande. O estudante de Direito alega não saber que participava de um crime, e acabou deixando em situação mais delicada os outros envolvidos.

O bebê foi tirado da mãe há 12 dias, e devolvido três dias depois. Desde então a Polícia Civil já prendeu quatro suspeitos do crime, e ainda procura um quinto, foragido.

Samir foi preso na manhã desta quinta-feira (28), em seu apartamento na rua Marques de Pombal, bairro Tiradentes, em Campo Grande, e prestou depoimento nesta tarde.

Já foram presos também Renata Silva de Jesus, 33 anos, o próprio pai do bebê Robison dos Santos Rossimaister, 22 anos, e Carlos dos Santos, 25 anos.

Samir alegou, em depoimento ao delegado Paulo Sérgio Laureto, da Depca (Delegacia Especializada de Proteção à Criança e o Adolescente), que não sabia do crime.

“O Samir disse que conhecia a Renata e o Carlinhos, e que eles já planejavam o sequestro”, comentou o delegado. A versão do estudante desmente a dos outros acusados, que negam que houve qualquer sequestro premeditado.

Ainda no depoimento, Samir afirmou que só dirigia para Renata e Carlos, que não teria Carteira Nacional de Habilitação. Eles teriam ido algumas vezes antes ao Dom Antônio Barbosa, mas Renata afirmava que era pra ver uma filha de um irmão, e que ajudaria a mãe da menina.

“No dia do crime, o Samir afirmou que os três foram até o bairro, a Renata e o Carlinhos saíram do carro e pegaram a criança de surpresa, e entraram correndo no carro, gritando para ele arrancar, ou seriam linchados”, comentou Laureto.

Samir foi encaminhado para as celas do Garras, Carlos e Robinson estão presos na Derf, e Renata no Presídio Feminino.
Amanhã (29), eles devem passar por acareação na DPCA.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário