A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 22 de Setembro de 2017

24/07/2017 15:32

À espera de decisão da Justiça, menina estuprada pelo pai ameaça fugir de abrigo

Luana Rodrigues

O drama da adolescente que por cerca de cinco anos foi estuprada pelo próprio pai, dentro de casa, em Campo Grande, parece não chegar ao fim. Vivendo num abrigo há 2 meses, a adolescente de 14 anos, que denunciou o próprio pai no fim do mês de maio deste ano, ainda aguarda uma decisão da Justiça para poder a viver com a mãe, de quem havia sido afastada, após denúncia de maus-tratos não comprovada.

Segundo a advogada da família, Micheli Saracho, a garota já ameaçou fugir do abrigo para morar com a mãe e o irmão, diante de tanta demora da Justiça. “Ela está impaciente, sofrendo, porque passou por tudo aquilo e agora precisa morar num abrigo. Ela tem onde morar, nenhuma criança gosta de ficar num abrigo”, diz a advogada.

A mãe da adolescente, comerciante de 37 anos, passou por um exame toxicológico no dia 6 de junho, para provar que não usa drogas e tem condições de cuidar da filha. Conforme a advogada, agora, a juíza responsável pelo caso, Katy Braun, solicitou um estudo social quanto à mãe da garota, o que deve atrasar ainda mais o processo de recondução de guarda.

“Agora ela (a mãe) já está até com raiva, porque esses dias a menina estava matando aula num terminal de ônibus, a preocupação é de que a menina volte para casa pior do que estava, com traumas ainda maiores”, disse a advogada.

A juíza, que é titular da Vara de Infância, Juventude e Idoso de Campo Grande, foi procurada pelo Campo Grande News, mas atendeu as ligações.

Estupro e agressões - Após viver cinco anos sofrendo estupros e agressões dentro de casa, a adolescente de 14 anos denunciou o próprio pai à polícia. O homem foi preso no dia 28 de maio, depois que a menina apresentou um vídeo dos abusos praticados por ele, que, conforme as investigações, já mantinha com ela uma relação forçada de marido e mulher.

A garota procurou a polícia no dia 21, ao lado da mãe, de quem havia sido afastada pela Justiça, supostamente, por sofrer maus-tratos, omissão e negligência.

Na delegacia, a garota apresentou um vídeo em que o pai, no dia do aniversário dela, a estuprava dentro da casa onde os dois moravam, na região da Avenida Julio de Castilho. A mãe contou que a filha era abusada pelo ex-marido e pediu a prisão dele.

Com a prova nas mãos, a polícia acolheu a denúncia da garota e indiciou o pai por estupro de vulnerável. A menina também passou por exames de corpo de delito e foi encaminhada a um abrigo, já que não poderia conviver com a mãe, por conta de uma ordem da Justiça de 2015.

Histórico de violência - Com o suspeito preso e adolescente abrigada, em análise e investigação do caso, a delegada responsável descobriu que a garota já está envolvida como vítima em processos desde 2011.

No primeiro deles, o crime registrado é de ameaça, em 2011. O segundo registro, feito em 2015 foi de maus-tratos.

No terceiro registro, também em 2015, a adolescente denunciou o pai por estupro. Em uma quarta vez, a garota denunciou um tio pelo mesmo crime. E por último, já em 2016, a vítima fez um registro de violência doméstica.

 

Adolescente estuprada pelo pai pode voltar para casa da mãe em breve
Parte do drama da adolescente que teria sido estuprada pelo próprio pai dos nove aos 14 anos, pode estar perto de chegar ao fim. A menina, que agora ...
Advogado quer ajudar adolescente estuprada pelo pai a processar Estado
Comovido após ler a história no Campo Grande News, o advogado Edylson Durães Dias quer assumir a representação da adolescente de 14 anos estuprada pe...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions