A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

19/10/2012 10:57

Acusado de matar segurança vai a júri popular em dezembro

Aline dos Santos
Cristhiano será julgado no dia 12 de dezembro. (Foto: João Garrigó/Arquivo)Cristhiano será julgado no dia 12 de dezembro. (Foto: João Garrigó/Arquivo)

Cristhiano Luna de Almeida vai a júri popular no dia 12 de dezembro pela morte do segurança Jefferson Bruno Escobar, o Brunão. A nova data do julgamento, marcado inicialmente para agosto de 2011, foi definida nesta semana.

De acordo com o advogado Ricardo Trad, o réu será julgado por homicídio simples. A defesa recorreu ao TJ/MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) e obteve o afastamento das duas qualificadoras: motivo torpe e recurso que dificultou a defesa da vítima. Na prática, em caso de condenação, a pena é menor sem as qualificadoras.

Ainda conforme Trad, a assistente da acusação recorreu ao STJ (Superior Tribunal de Justiça) contra o afastamento das duas qualificadoras. No entanto, o recurso não impede o julgamento.

Brunão, de 23 anos,  morreu  na madrugada do dia 19 de março de 2011. Ele era segurança de um bar localizado na avenida Afonso Pena. Cristhiano se envolveu em confusão no interior da casa e foi retirado por Brunão e colegas. Já na calçada do local, Cristhiano desferiu golpes no segurança, o que teria ocasionado sua morte. O réu é bacharel em Direito e praticava jiu-jitsu.

De início, Christiano Luna foi autuado por lesão corporal seguida de morte, no entanto, no decorrer das investigações a Polícia Civil verificou que ele teve intenção de matar e o indiciou por homicídio doloso.

A defesa contesta e diz que a causa da morte pode ter sido a massagem errada feita no segurança após ter sido atingido.

À Justiça, o jovem declarou que havia ingerido bebida alcoólica, que causou confusão no bar, mas que não tinha intenção de matar o segurança e nem de ofender o garçom. Ele também foi denunciado por injúria, crime pelo qual também é processado. O rapaz foi preso e flagrante, mas já está em liberdade. 



Esses Dramaturgos da justiça...por dinheiro defende até o assassino da mãe.São ridículos os teatrinhos que fazem, inteligente não acata, mas por $$$ as ´´autoridades´´ cedem.
Beleza, parece que o pai desse cara também já matou, agora é só deixar a dupla solta, uma hora alguém acerta o indivíduo.
 
Juan Charlymoon em 20/10/2012 11:49:49
E o pior é que aonde ele mora é dito como valentão, briga bate e mata, e o chamam de valentão, essa porcaria tinha que estar preso deste o dia do assassinato mas a justiça é branda demais no Brasil.
 
fatima de oliveira em 19/10/2012 11:58:57
Mesmo o TRAD defendendo, tomara esse cara seja condenado, mas à prisão, pq se isso acabar em cesta básica, vai ser um tapa na cara da sociedade. Aliás sociedade essa que tem que se mobilizar pra mudar o código penal, que é de 1940...
Mas o pior juiz não é o do TJ que foi até bonzinho retirando as qualificadoras, mas a própria consciência que vai levar até depois da morte o peso de ter tirado a vida de alguém, esse cara NUNCA vai ter um sono tranquilo, nunca...
 
Aline Amaral em 19/10/2012 11:26:01
SÓ FALTA AGORA ELE SER ABSOLVIDO !!!!
 
ROGERIO CARVALHO em 19/10/2012 11:25:24
O cara vai para balada bebe todas agride o rapaz trabalhando, e ainda diz q nao era intenção dele,,, apronta,,,, e agora vem dar um de santinho, tem analisar que ele tirou uma vida, matou pessoa , destruiu uma familia , e agora defesa vem jogar culpa nos outros,, BRINCADEIRA né,,,,
 
Rosilene Carvalho em 19/10/2012 11:11:17
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions