A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

08/04/2011 16:47

Adolescente apreendido por furtos chegava a arrombar mais de 10 casas por dia

Paula Maciulevicius

Segundo o garoto, ele passa 15 dias internado na Unei e em seguida vai estar nas ruas de novo

Adolescente furtava eletrodomésticos e até farda de sargento da Polícia Militar. (Foto: João Garrigó)Adolescente furtava eletrodomésticos e até farda de sargento da Polícia Militar. (Foto: João Garrigó)

O garoto de 17 anos apreendido esta manhã, depois de praticar vários furtos na mesma região e tirar o sossego dos moradores do Jardim Colúmbia, admite que o número é bem maior do que os 50 furtos registrados.

Segundo o adolescente, ele furtava mais de 10 casas por dia só no período da manhã. A preferência era por itens “fáceis” de serem trocados por droga. O garoto é usuário de pasta-base desde os 11 anos de idade. Ele ainda completa que nunca ficou com nada que houvesse furtado, tudo era para trocar na boca-de-fumo.

Filho de pedreiro e de uma catadora, o menino conhecido como “cachorrinho” tem cinco irmãos. Segundo ele, nenhum envolvido com crimes.

“Meu irmão mais velho me arregaça no pau, minha família briga, xinga tudo eu”, conta.

Ele diz que já tentou parar, mas sem muito esforço e passou quatro meses limpo.

“Eu falava vou parar, mas dava uma coisa na cabeça e eu via a casa do vizinho lá e roubava. Apertava porta, janela, telha e entrava”, completa.

Os moradores da região chegaram a fazer um abaixo-assinado no ano passado pedindo a retirada do adolescente do bairro. Segundo policiais da Deaij (Delegacia Especializada de Atendimento à Infância e Juventude), não tinha uma casa do Jardim Colúmbia que ele não tivesse entrado. De acordo com o jovem, ele praticava os furtos sozinho e não gostava de andar com ninguém.

Conforme a delegada da Deaij Maria de Lourdes Cano, a família do adolescente ficou aliviada depois que a Polícia apreendeu o garoto às 9 horas de hoje. Eles já estavam sendo ameaçados pelos vizinhos que não aguentavam mais a situação.

“Todo mundo da vila está cansado. Ficam ameaçando meus pais. Às vezes eles vêm atrás de mim, mas eu fujo e eles não fazem nada”, diz o garoto.

Vizinhança - Durante a conversa, ele mesmo relata ao Campo Grande News que já apanhou dos moradores.

“Já levei surra de pau e uma vez de cabo de aço de poste mesmo. Tentaram me matar com faca, facão, revólver”, acrescenta.

O garoto não se mostra arrependido, diz que não tem medo nenhum de morrer e nem do que se arrepender. Ele completa 18 anos em fevereiro do próximo ano.

“Eu sou tranquilo, nem era para mim tá aqui”, comenta.

A tranquilidade no caso é o sentimento dos vizinhos que podem respirar aliviados por pouco tempo, enquanto o garoto estiver na Unei (Unidade Educacional de Internação). O garoto ficou internado na Unei Provisória Novo Caminho no ano passado, do dia 11 de outubro ao dia 14 de outubro, apenas três dias.

“Dá uns 15, 16 dias eu estou na rua de novo. Eu já fui para Unei uma vez, lá é bom, você não faz nada”, conta.

De acordo com a delegada Maria de Lourdes, a população espera que ele não seja solto tão cedo. Ele não tem parâmetro, arromba porta, leva filmadoras, roupas, o que ele achar pela frente.

O fato dos menores infratores terem consciência de que as medidas sócio-educativas aplicadas são mais leves, eles furtam sem pensar nas consequências.

“Na mente deles furtar um ou vários objetos é a mesma coisa, é só aquela medida”, explica.

Os objetos furtados foram desde eletrodomésticos, botijão de gás até uma farda de sargento da Polícia Militar. O garoto comentou que em uma das vezes que foi parar na delegacia estava com vestido com a farda.

“Eu peguei lá. Daí vim vestido”, fala.

Os furtos aconteciam para o jovem poder comprar droga. O adolescente furtava pela manhã e só voltava para casa depois de ter comprado a pasta-base.

“Me dava uma coisa, aí eu saía de casa”, completa.

Apreensão - O trabalho investigativo efetuado pelos policiais da Deaij levou a apreensão do garoto na manhã de hoje. Depois de concluir alguns procedimentos e devido da gravidade dos fatos foi expedido mandado de busca e apreensão pelo adolescente.

“Pela lesão do patrimônio dos moradores, pelo desespero daquela comunidade. Eles não tinham mais segurança, deixavam a casa arrumadinha e quando chegavam não tinha mais nada”, ressalta a delegada.

O adolescente deve ser encaminhado para Unei Provisória Novo Caminho.

Garoto de 17 anos é apreendido por cometer mais de 50 furtos na Capital
Furtos eram praticados para sustentar o vício nas drogasUm adolescente de 17 anos foi apreendido na manhã desta sexta-feira (8) por praticar mais de...
Moradores querem expulsar garoto do Jardim Colúmbia
Um adolescente de 16 anos revolta e mobiliza a população do Jardim Columbia, bairro localizado na saída para Cuiabá. As reclamações são tantas, que o...
Último mutirão da Funtrab na Capital em 2017 será realizado na sexta-feira
  Será realizada na sexta-feira (15), das 8h às 17h, a última ação de atendimento emergencial ao trabalhador da Funtrab (Fundação do Trabalho de Mato...


A população tem que começar a reivindicar seus direitos.
Entrar com ação judicial por danos materiais e morais contra os responsáveis pelo menor e também entrar contra o Estado devido a falta de segurança que vivemos, pois é um direito básico de todo cidadão e se sua casa foi furtada, roubada é porque o ESTADO falhou e precisa reparar os danos. Cidadãos procurem seus direitos.
 
Joao Marcio Alves em 08/04/2011 06:41:41
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions