A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

03/05/2015 17:30

Adolescente de 16 anos passa mal em Unei e morre na Santa Casa

Liana Feitosa

Um adolescente de 16 anos que era interno na Unei (Unidade Educacional de Internação) Novo Caminho, em Campo Grande, morreu neste sábado (2) depois de passar mal dentro da unidade.

De acordo com uma mulher que preferiu não ser identificada, mãe de outro interno da unidade que ocupava o mesmo alojamento de detenção da vítima, o adolescente passou mal durante o banho de sol. Ele estava deitado em um banco e calado quando um dos internos percebeu que ele havia urinado na própria roupa.

Ao tentar falar com a vítima, percebeu que não estava bem e chamou outros colegas. Em seguida, agentes da Unei foram até o local e acionaram o Samu, que realizou atendimento no local e encaminhou o adolescente à Santa Casa.

Ainda segundo a testemunha, o adolescente há dias reclamava de dores no peito e, antes de ficar detido na unidade, apanhou muito de policiais, por isso, estava debilitado. A mulher afirma que ele foi socorrido pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), mas ontem mesmo chegou morto no hospital.

Outro lado - No entanto, as informações da superintendente da SAS (Assistência Socioeducativa do Estado), Carmem Lígia Loureiro Carmello, são diferentes. De acordo com ela, o menor passou mal há cerca de 2 ou 3 dias e, até ontem, estava internado na UTI (Unidade de Tratamento Intensivo) do hospital.

Conforme a superintendente, o jovem sofreu ataque do coração na unidade, foi socorrido pelo Samu e recebeu atendimento no hospital, mas não resistiu. Família e Unei desconhecem histórico de problemas cardíacos da vítima. "Infelizmente aconteceu, a família e nós ficamos em choque, ninguém esperava", afirma.

Atestado - "Conversei com o diretor da Novo Caminho e ele me disse que não houve nenhuma confusão ou briga na unidade, nada que pudesse explicar a fatalidade. Agora aguardamos o atestado de óbito e laudo médico que vão apontar detalhadamente as causas da morte", completa a superintendente.

A família do adolescente mora na cidade de Água Clara e aguarda os trâmites de envio do corpo, que ainda está em Campo Grande. A Santa Casa e a Unei, segundo a superintendente, cuidam do traslado.

"Amanhã mesmo vamos analisar os laudos e verificar se realmente houve algum problema que justifique essa fatalidade", finaliza Carmen.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions