A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

06/06/2012 12:58

Advogado não tem culpa por mentira de cliente, diz presidente da OAB

Aline dos Santos

Polêmica surgiu após matéria desmontar tese da defesa de jovem que matou no trânsito

A sociedade confunde o criminoso com o defensor, afirma Leonardo Duarte. (Foto: Pedro Peralta)"A sociedade confunde o criminoso com o defensor", afirma Leonardo Duarte. (Foto: Pedro Peralta)

Porta-voz do universitário preso por matar um segurança em acidente de trânsito, o advogado Marlon Ricardo Lima Chaves foi parar na berlinda ao sustentar a versão do jovem, de que estava em um churrasco; enquanto comprovante mostra que esteve em um motel.

Para o presidente da OAB/MS (Ordem dos Advogados do Brasil), Leonardo Duarte, o advogado não tem culpa se o cliente mente. “Não tem culpa nenhuma. A sociedade confunde o criminoso com o defensor. Principalmente os criminalistas sofrem muito isso”, afirma.

Ele explica que quando o cliente mente, o advogado tem a prerrogativa de renunciar ao caso. A desistência também pode ser feita pelo cliente quando não concordar com a tese da defesa. “Em muitos casos, o pior inimigo do cliente é ele mesmo”, avalia.

Em entrevista ao Campo Grande News, o estudante de Direito, Richard Ildivan Gomide Lima, de 21 anos, comentou a decisão de não fazer o teste do bafômetro. Ele disse que atendeu a uma orientação recebida dos professores da faculdade. A declaração causou polêmica entre os leitores do site.

O presidente da OAB cita que, de fato, nenhuma pessoa precisa criar provas contra si mesmo, prerrogativa que acabou ganhando o conhecimento público após a criação da Lei Seca, que pune com multa e até prisão quem for flagrado dirigindo bêbado. “Porém, a recusa pode ser usada como indicio de embriaguez”, diz.

Indeciso – Preso desde a madrugada de 31 de maio, Richard Ildivan Gomide Lima disse, em entrevista ao Campo Grande News, que esteve num motel com um amigo e uma garota de programa. A confissão veio à tona depois de a prostituta ter registrado, na mesma madrugada, um Boletim de Ocorrência denunciando que a dupla tentou furtar dinheiro de sua bolsa.

Ela discutiu e Richard teria mostrado uma arma de fogo. No registro policial, consta que o universitário a ameaçou e também atirou, danificando a parede do quarto.

No dia seguinte, à entrevista, por meio do advogado, Richard mudou a versão e voltou a afirma que estava em um churrasco na noite que antecedeu o acidente. Contudo, há um comprovante do pagamento feito por Richard no motel. O recibo do estabelecimento mostra que no apartamento foram consumidos cerveja e champanhe.

Morte– O acidente foi na avenida Afonso Pena, em frente ao shopping Campo Grande. O motociclista Davi Del Valle Antunes, de 31 anos, foi atingido pelo Punto enquanto esperava o sinal abrir.

Ele foi lançado a 38 metros de distância e a moto a 57 metros, conforme constatado pela perícia. O radar mostra que o carro estava a 83 km/h e furou o sinal, que estava vermelho há sete segundos. Davi era segurança e voltava para a casa após o trabalho.



Sinceramente! Acho q os advogados nada mais fazem, na maioria das vezes, é legalizar uma mentira em prol d seus clientes! O júri é um verdadeiro teatro! Não é!? Então está legalizada a mentira, a encenação, a dissimulação! Na minha opinião o ideal é q o direito, as defesas e acusações fossem realizadas sempre sobre a verdade! O q não ocorre! Ah! não existe verdade absoluta né!!!? Isso é jeitinho!
 
Alessandra Ferreira em 07/06/2012 11:08:23
Concordo com Nilda. Tem cada advogado de porta de cadeia que é pracaba. Por migalhas eles tentam de qualquer forma desqualificar o erro cometido pelo seu cliente, que sabe lá como e com o que vai pagar o honorário do advogado. Insisto que o advogado é conivente com as mentiras dadas em depoimento à polícia. Cadeia neles!
 
Joao Marques em 07/06/2012 08:29:38
Ta parecendo jogador de futebol,faz a falta e levanta a mão,dizendo não fiz,que mancada presidente da OAB,não precisaria da defesa,se não fosse culpado.Que mancada Sr presidente!!!

















































 
Arivaldo Paiva em 06/06/2012 11:37:00
Lembrei-me da história;
Cliente: Doutor, eu matei fulano....
DR: Calma, vc tem $$???
Cliente: Sim, tenho M$$$$$$$$.
DR: Tá. Agora diz o seguinte,.............. Doutor, SUPOSTAMENTE eu ouço que ESTÃO DIZENDO que eu matei fulano....
 
Orlando Lero em 06/06/2012 11:32:47
Estes que estão criticando os advogados, generalizando de forma desleal, quando são surrupiados por empresas de telefonia, bancos, ou quando são lesados pelo patrão, ou se envolvem em acidente de trânsito e não são ressarcidos, enfim, são os mesmos que chegam no escritório do "doutor" desesperados, pedindo ajuda. Pra isso o advogado é bom, pro resto não presta? Deus ta vendo, seus hipócritas.
 
Thiago Lima em 06/06/2012 11:10:46
A OAB há anos vem confundindo seu verdadeiro papel com o de defender interesses corporativos dos advs. O papel da ordem nāo é esses, mas sim o de defender a sociedade de maus advs, que vagam nos corredores dos Foruns ou batem de porta a porta, vendendo seus kits de ações, patrocinando a litigancia de má fé, sabedores de que a mentira, quando descoberta recairá sobre a Parte e nunca sobre o Adv!
 
Douglas Sestare em 06/06/2012 10:51:30
Na minha opiniao, caso seja provado que foi o defensor que criou (ou inventou) a mentira do cliente para se defender, acho que a justica deveria punir o defensor tambem. Este tipo de atitude causa uma dor irreparavel na outra parte. E como fica??
 
Jorge Junior em 06/06/2012 08:28:21
A advocacia é realmente interessantíssima,pois, quando o cliente mente,o advogado elabora uma tese de defesa baseada nestas informaçoes inverídicas,porém,quando os fatos que incriminam o cliente são irrefutáveis,a estratégia permanece a mesma, a de sustentar uma "verdade"que em alguns casos não condiz exatamente com a veracidade dos acontecimentos.
 
REGINALDO COSTA SILVA em 06/06/2012 08:24:02
A cada dia que passa, fico chocada com posicionamento das pessoas frente a certas situações, neste caso é obvio, que se trata da falta de verdade tanto do cliente, quanto de quem esta por hora o defendendo, o mais vergonhoso disso tudo é a existencia de jogo de intersse que há por traz de tudo isso. Veja a equação que podemos formar a partir do caso : Conhecimento+ falta de caráter é = ???????
 
Luciana Oliveira em 06/06/2012 08:21:03
o advogado orienta o cliente a mentir e, depois quando a casa cai, fala que não sabia da mentira... assim fica fácil
 
José Eduardo em 06/06/2012 08:07:49
Que mentem, não é novidade. Nem seu destino o é:
"Vós tendes por pai ao diabo, e quereis satisfazer os desejos de vosso pai. Ele foi homicida desde o princípio, e não se firmou na verdade, porque não há verdade nele. Quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio, porque é mentiroso, e pai da mentira. João 8:44"
 
Gustavo Henrique em 06/06/2012 07:48:41
Nesse caso quem se confundiu foi o próprio advogado....e defender mentirosos fica feio pra OAB.
 
DALVA PEREIRA em 06/06/2012 07:34:39
Elvira Santos disse... "Não acredito que "a sociedade confunde o criminoso com o defensor", como alega o presidente da OAB.
Não sejamos hipócritas!
A sociedade se indigna com o que o defensor apronta para defender o criminoso!
São duas situações bem distintas!"
QUE FORMIDAVÉL, LINDOOOOO... CURTI EM GRAU, GENERO E NÚMERO.
JOINHAAAAA ;) DINHEIRO E JUSTIÇA SE CONFUNDEM...
 
Adriano Lima em 06/06/2012 07:08:47
sustente a familia do segurança morto ate o filho do mesmo completar 18 anos para remediar o que o seu filho fez que foi tirar o pai da vida desta criança
 
William Alves da Silva em 06/06/2012 07:00:51
Advogado não precisa sempre escolher uma causa ganha para advogar! Ele faz o seu papel como defensor, tira o seu $$, que seja suficiente para manter seu escritório e sua família e o processo tem que andar! Se o cliente dele vai ser preso ou não, ai é outra coisa, o $$ do HC já foi acertado e pago... Pra que o adv. vai deixar o caso que está lhe dando $$??
 
Marcio Aparecido em 06/06/2012 05:24:01
NESTE CASO, DEVE-SE TRATAR DO CRIME, NÃO DA ORIGEM DO CRIME, POIS O CIDADÃO ESTAVA EMBRIAGADO, VELOCIDADE EXCESSIVA, QUER O QUE MAIS, ESQUECE DE ONDE ELE PARTIU, CONDENEM O CRIME, O ATO PRATICADO, SEM PENAS FORTES, A REPETIÇÃO DO MALES, SERÃO MUITAS, DEUS ABENÇOE A JUSTIÇA TERRENA, BASEIEM-SE SEMPRE NA DE DEUS, E ESSE CP DESATUALIZADÍSSIMO, QUE DEUS ABENÇOE.
 
pedro braga em 06/06/2012 05:17:07
(roberto miranda e daniel assunçao)devem ser advogados porta de cadeia assim como o (dr.)marlon ricardo chaves...
para ser advogado tem que pelo menos saber mentir....mas mentir direito..(vai estuda para depois opinarr)
 
nilda lima em 06/06/2012 05:11:36
Não acredito que "a sociedade confunde o criminoso com o defensor", como alega o presidente da OAB.
Não sejamos hipócritas!
A sociedade se indigna com o que o defensor apronta para defender o criminoso!
São duas situações bem distintas!

 
Elviria Santos Ferreira em 06/06/2012 04:23:50
Cara cidadã Carolina, vai estudar para depois opinar sobre questões juridicas minha filha! [2]
 
Roberto Miranda em 06/06/2012 04:20:19
Paulo Lopes: que que tem a ver o que a Carolina falou com estudar???ela apenas está afirmando o que realmente aconteceu e dando a sua opinão. Cada agressividade sem fundamento viu...
 
Daniel Assunção em 06/06/2012 03:51:18
Cara cidadã Carolina, vai estudar para depois opinar sobre questões juridicas minha filha!
 
Paulo Lopes em 06/06/2012 03:40:39
Gente, não tem como defender o indefensável. O advogado entrou em contato com o CGNews contrariando o que foi dito pelo cliente a respeito de dirigir embrigado e ter estado no motel, logo, conclui-se que ele é quem insistiu nessa história mentirosa. Se ele tiver um mínimo de bom senso, deixa o caso.
 
Carolina Gonçalves em 06/06/2012 03:07:05
Antes do advogado falar com seu cliente ele disse a verdade, depois que o advogado falou ele mentiu, mas é claro que o advogado não tem nada a ver com isso.
 
João Guilherme em 06/06/2012 02:39:38
tá enrrolado em peixe! agora o que lhe resta é arcar com as consequências, e torce para o advogado aliviar sua barra, senão......cadeia nele!!
 
paulo maidana em 06/06/2012 02:37:12
Se este advogado for esperto, renuncia ao caso....
 
Ademir Rodrigues em 06/06/2012 02:27:32
mas o mentiroso nesta historia e o proprio advogado que veio falar na impremsa que teu cliente tava nun churrasco em casa quando o mesmo estava num motel ele mesmo que se condenou e olha aqui oab nao adianta voces vir querer tapar o sol com a peneira que nao tem mas jeito nao
 
gilberto ferreira de lima em 06/06/2012 02:19:00
Penso que o advogado passa a ser conivente a partir do momento que sustenta invenções dada pelo cliente. Maioria das vezes essa invenção, ou seja, a mentira, é criada pelo próprio advogado para amenizar o problema do cliente. Dessa vez se deu mal.
 
João Marques em 06/06/2012 01:56:40
Querido Presidente Leonardo.

Ja que a OAB, tem cuidado das eleiçoes, exigindo ficha limpa para os candidatos. Nós Advogados, esperamos que também na nossa Classe, vcs façam o mesmo, pois a eleição da classe se aproxima, e ta cheio de advogado ficha suja, querendo ser candidato e assumir o seu posto. Por favor, vamos dar o exemplo.
 
José Frutuoso.... em 06/06/2012 01:54:44
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions