A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

23/04/2015 10:05

Advogados chegam à delegacia para agendar depoimento de vereador

Edivaldo Bitencourt e Renan Nucci
Paulo Sérgio Lauretto vem ouvindo envolvidos nos casos de exploração sexual (Foto: Fernando Antunes/Arquivo)Paulo Sérgio Lauretto vem ouvindo envolvidos nos casos de exploração sexual (Foto: Fernando Antunes/Arquivo)

Pastor evangélico e vereador, Alceu Bueno (PSL) deve ser o próximo a prestar depoimento sobre os crimes de extorsão e o suposto envolvimento na exploração sexual de adolescentes. Dois advogados foram, na manhã de hoje (23), à DEPCA (Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente) para agendar o depoimento do parlamentar.

Nesta quinta-feira, a Câmara Municipal vai formalizar a criação da Comissão de Ética para investigar Bueno. A investigação pode levar à cassação do mandato do parlamentar.

Bueno contratou os advogados Abadio Rezende e Fábio Tedoro. Rezende foi um dos advogados do escândalo sexual de 2003, quando dois vereadores perderam o mandato após a denúncia de exploração sexual de adolescentes. Na época, Robson Martins e César Disney (falecido em 2006) conseguiram ser absolvidos pelo Tribunal de Justiça.

Conforme as investigações, Alceu Bueno foi filmado com adolescentes. Para evitar a divulgação dos vídeos, ele pagou R$ 100 mil. No entanto, ao ser alvo de nova extorsão, quando os bandidos pediam R$ 50 mil, ele denunciou o caso à polícia.

A DEPCA prendeu em flagrante, durante suposto pagamento de R$ 15 mil, o empresário Luciano Roberto Pageu e o ex-vereador Robson Martins. Eles negam a extorsão e destacam que só estavam ajudando o vereador.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions