ACOMPANHE-NOS    
JANEIRO, QUARTA  26    CAMPO GRANDE 23º

Capital

Ex-deputado diz que acusação de exploração sexual é "armação"

Por Alan Diógenes e Adriano Fernandes | 22/04/2015 18:11
Ex-deputado disse que acusação é "armação". (Foto: Fernando Antunes)
Ex-deputado disse que acusação é "armação". (Foto: Fernando Antunes)

O depoimento do ex-deputado estadual Sérgio Assis (PSB) sobre o suposto esquema de exploração sexual de adolescentes, em Campo Grande, durou menos de uma hora na DPCA (Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente). Ao sair da delegacia ele declarou que o fato foi uma armação.

Sérgio deixou a delegacia por volta das 17h40 desta quarta-feira (22) acompanhado de dois advogados e em poucas palavras comentou o caso para a imprensa. “Essa acusação que fizeram contra mim é um absurdo e não passa de uma armação. Isso está destruindo minha imagem e minha família”, disse ao sair.

Questionado sobre um suposto vídeo que comprova a exploração sexual de menores, Sérgio desconversou. “Que vídeo é esse. Não sei de vídeo nenhum”, comentou.

De acordo com informações preliminares, o esquema foi todo arquitetado para atrair “gente graúda” a programas sexuais com menores com o intuito de usar o material para futuras extorsões. Um dos mentores do esquema seria Fabiano Viana Otero. Com promessas de muito dinheiro, ele atraia as adolescentes e as orientava a gravar as relações sexuais com os políticos.

Quem cuida do caso é o delegado Paulo Sérgio Lauretto.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário