A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

19/03/2014 18:19

André vai liberar R$ 500 mil para suprir falta de remédios nos postos

Zana Zaidan

O governador André Puccinelli (PMDB) anunciou hoje (19) que vai liberar R$ 500 mil para a prefeitura de Campo Grande aplicar na compra de medicamentos na rede pública de saúde. A medida reforça a relação harmônica entre a administração estadual e municipal, bandeira levantada pelo prefeito Gilmar Olarte (PP) desde a posse.

Em seu perfil pessoal no Facebook, o governador afirmou ter determinado ao secretário estadual de Saúde, Antônio Lastoria, que tome providências “em caráter de emergência” para que os recursos sejam liberados. Na publicação, André reafirmou estar “pronto para ajudar Campo Grande, ser parceiro da nossa Capital e assim continuar trabalhando pelo bem estar de todos”.

Ontem, durante reunião de Olarte com o governador e vereadores, o prefeito comentou a falta de remédios deixada na gestão do ex-prefeito Alcides Bernal (PP). Na ocasião, André se prontificou a, mais uma vez, socorrer a saúde da Capital. A primeira vez aconteceu em abril de 2013, poucos meses depois de Bernal tomar a frente da administração da cidade.

Apesar de 23 municípios, inclusive Campo Grande, ter gestão plena da Saúde e a aquisição de medicamentos não ser de responsabilidade do governo do Estado, André afirmou que “ao ajudar as prefeituras, ajudo os sul-mato-grossenses” e estará sempre aberto a firmar convênios e parcerias com os gestores municipais.

Sem medicamentos - Esta é a segunda vez que Campo Grande enfrenta falta de medicamentos em 15 meses. Na primeira, Bernal ainda era prefeito e processo de compra, que teve início em 25 de janeiro. Em abril, faltava de agulhas a anti-inflamatório e, por isso, o governo do Estado socorreu a Capital com repasse de remédios e materiais de consumo no valor de R$ 229 mil. Parte dos itens foi devolvida com a chegada, em maio, dos medicamentos adquiridos pela Prefeitura avaliados em R$ 14,3 milhões.

MPE dá prazo de 10 dias para prefeitura solucionar falta de remédios
A promotoria de Justiça da Saúde de Campo Grande, mais uma vez, deu prazo de 10 dias, para que a prefeitura regularize a situação das unidades de saú...
De família de escritores, médico lança amanhã livro com poemas
O renomado psiquiatra Marcos Estevão lança nesta quinta-feira (14) em Campo Grande o livro de poesias "Pedaços de Mim", que é um compilado de poemas....


Porque só agora ele pensou na população e liberou verba para comprar remédios para os postos?
 
francisco josé vidal em 20/03/2014 07:00:07
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions