A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

08/04/2011 09:45

Antigo albergue deve virar centro de qualificação profissional em Campo Grande

Fabiano Arruda e Italo Milhomem

Prefeito diz que vai viabilizar recursos e que obra está em fase de projeto

Prefeito deu entrevista durante assinatura de ordem de serviço para construção de USBF no Parati. (Foto: João Garrigó)Prefeito deu entrevista durante assinatura de ordem de serviço para construção de USBF no Parati. (Foto: João Garrigó)

O prédio onde funcionava o antigo albergue noturno em Campo Grande, localizado na avenida Afonso Pena, será transformado num centro de qualificação profissional do município. O plano foi confirmado hoje pelo prefeito Nelsinho Trad (PMDB), na manhã desta sexta-feira.

Trad contou, durante assinatura de ordem de serviço para construção da UBSF (Unidade Básica de Saúde Familiar), no bairro Jardim Parati, nesta manhã, que vai viabilizar recursos e que a obra ainda está em fase de projeto. Mesmo assim, o prédio amanheceu nesta sexta-feira cercado por tapumes.

Na manhã de terça-feira, a família de Joelson Corrêa da Silva, de 58 anos, foi despejada do prédio. Ele era zelador do local há 11 anos e morava junto com a esposa e as três filhas, de 11, 13 e 14 anos.

Apesar de demonstrar surpresa pelo despejo, ele admitiu que sua família foi notificada anteriormente.

Há alguns meses a Prefeitura Municipal comprou o prédio e entrou com ordem de reintegração de posse na justiça.

Outras possibilidades haviam sido levantadas sobre o uso do local, como a construção de um pronto-socorro infantil, de uma unidade para saúde do homem e centro de apoio ao turista.

 Antigo albergue deve virar centro de qualificação profissional em Campo Grande


Campo Grande estava precisando de mais um centro de qualificação profissional, embora eu ache que no Albewrgue tamb ém pudesse funcionar o centro de apoio ao homem. Mas de toda forma, é mais uma ação da prefeitura que cntribui para o desenvolvimento da capital e que certamente dará oportunidades a vários trabalhadores.

Sobre o despejo, enfim, lamento a posição da família, porque ela foi enganada pela diretoria da associação mantenedora do albergue, que na época não honrou os compromissos trabalhistas com o zelador. Do dinheiro da compra, parte deveria ter sido destinada a este trabalhador, enfim. A prefeitura está no direito (e dever) de tomar posse de um bem que comprou, mas os ex-dirigentes dessa associação deveriam pagar pelo despejo que essa família sofreu em função de nunca ter recebido seus direitos trabalhistas!
 
João Vilney Moreira em 08/04/2011 10:03:51
...eu acho muito bacana a prefeitura conseguir uma saída ótima para o Albergue Noturno, que poderia incluisve, continuar sendo Albergue Noturno - porque não? E que seja a própria prefeitura que geste tal questão como qualificação profissional que é algo bacana até e não o torne um Sesi ou Sesc por exemplo. E que tenha muita lisura e clareza nas licitações que envolva o processo de reforma. Se tombassem também seria arquitetônicamente e culturalmente ótimo.

Só me ficou a questão aqui noticiada - "Há alguns meses a Prefeitura Municipal comprou o prédio e entrou com ordem de reintegração de posse na justiça". creio não ser ou ter sido desta forma a tomada do edificio pelo prefeito. Que parece ter sido condenado perigoso de cair.
 
sonia bacha sb em 08/04/2011 07:20:05
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions