ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, DOMINGO  20    CAMPO GRANDE 14º

Capital

Apesar de veto, pet shops com comida e medicamentos podem abrir

Apenas atividades de estética animal, como banho e tosa, estão vedadas em períodos mais restritos

Por Nyelder Rodrigues | 10/06/2021 15:12
Estabelecimentos que comercializem alimentos e medicamentos para animais podem seguir abertos (Foto: André Bittar/Arquivo)
Estabelecimentos que comercializem alimentos e medicamentos para animais podem seguir abertos (Foto: André Bittar/Arquivo)

O veto da prefeitura à proposta de inclusão de pet shops como serviço essencial em Campo Grande foi mantido em votação feita pela Câmara Municipal nesta quinta-feira (10). O projeto foi aprovado pelos próprios vereadores há alguns meses, mas foi alvo de veto parcial da prefeitura, sendo sancionando só partes dele.

Empresas cerealistas, agropecuárias e clínicas veterinárias também constam no documento e tiveram sua atividades oficializadas como essenciais pela prefeitura no dia 12 de maio, seguindo lista de atividades já usada pela Vigilância Sanitária.

Contudo, os pet shops foram vetados pela prefeitura na hora de sancionar a lei por causa dos serviços de estética animal - que assim como os de estética humana são vedados em períodos de maior restrição de circulação.

Ainda assim, a abertura de pet shops é permitida em períodos de maior restrição, conforme explicado no próprio veto da prefeitura, que apenas serviços de estética são considerados não essenciais pelo enquadramento da Vigilância Sanitária.

"A atividade é enquadrada como não essencial médio risco. Contudo, uma vez que estes estabelecimentos comercializam medicamentos e alimentos de uso animal, entende-se que a mesma poderia ser enquadrada como essencial", destaca o documento.

Serviço essencial - A reclassificação da bandeira vermelha para a cinza no Prosseguir fez com que Campo Grande tenha que adotar medidas mais duras para conter a covid-19 a partir de sexta-feira (11), como a adoção do toque de recolher das 20h às 5h.

Atividades enquadradas como não essenciais estão proibidas de serem feitas na cidade - assim como todas em bandeira cinza - até o dia 24 de junho, quando nova classificação de bandeira de risco deve ser divulgada pelo Governo do Estado.

Abaixo, confira a lista com todas atividades permitidas para o período por serem consideradas essenciais pelos órgãos de fiscalização:

Campo Grande News - Conteúdo de Verdade


Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário