A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 24 de Abril de 2019

09/04/2019 16:09

Após 3 horas de protesto, moradores liberam estrada de acesso ao lixão

Representante da Sisep esteve no local e se comprometeu a voltar com reforço para limpar área onde lixo é jogado clandestinamente

Liniker Ribeiro e Clayton Neves
Moradores retiraram parte dos galhos que bloqueavam trânsito na região (Foto: Paulo Francis)Moradores retiraram parte dos galhos que bloqueavam trânsito na região (Foto: Paulo Francis)

O trânsito na Rua Evelina Selingardi, na comunidade Cidade de Deus, bairro Pedro Teruel, em Campo Grande, foi liberado após três horas de protesto. Com restos de árvore, um grupo havia bloqueado o trecho que dá acesso ao lixão da Capital, por volta das 12h30. A medida foi adotada para cobrar da prefeitura a limpeza de terrenos da região, usados como depósito clandestino de entulhos.

Atendendo ao pedido dos moradores, Mehdi Talayeh, superintendente da Sisep (Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos), esteve no local na tarde desta terça-feira (9) e se comprometeu a voltar amanhã (10) com reforço de outras secretarias para limpar o local. Porém, segundo ele, o problema é a falta de colaboração por parte dos próprios moradores, que jogam lixo na região mesmo depois de ter sido feita limpeza.

“A prefeitura já tinha conhecimento da situação e, inclusive, já atendeu a área por diversas vezes. O problema é que a gente limpa um dia, passa uma semana vem alguém e suja de novo. É humanamente impossível atender a cidade toda se continuar esse ciclo vicioso”, afirmou.

Mehdi Talayeh, representante da Sisep (Foto: Paulo Francis)Mehdi Talayeh, representante da Sisep (Foto: Paulo Francis)

Em reunião com representantes da Associação de Moradores do bairro, Talayeh se comprometeu a adotar medidas em parceria com outras secretarias para aplicar medidas com intenção de evitar novos problemas. “Não queremos voltar de dois em dois meses para limpar. Vamos trazer representantes de outras pastas para conversar com os moradores e, além de limpar, vamos cercar uma parte da área”, garantiu.

De acordo com o representante da Sisep, de conversa devem participar Guarda Ambiental, Emha (Agência Municipal de Habitação) e Semadur (Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Gestão Urbana), responsável por fiscalizar esse tipo de atitude.

A área que será cercada, de acordo com a prefeitura, pertence a Emha. O próprio órgão deve fornecer material para isolar a área. Quanto à limpeza, máquinas da prefeitura realizarão a ação já nesta quarta-feira (10), se comprometeu Talayeh.

As medidas foram aceitas pelos moradores, que prometem um protesto ainda maior caso as soluções propostas não sejam colocadas em prática. “Se eles não vierem, vamos voltar a bloquear e, dessa vez, será a rodovia”, afirmou Ronny Leão, de 33 anos, presidente da Associação de Moradores.

Apoio – A Sisep também solicitou que os moradores contribuam com a fiscalização no local. “Pedimos para que tirem fotos de quem vem jogar lixo aqui, anotem a placa do carro e denunciem imediatamente para que haja punição dessas pessoas”, solicitou Mehdi Talayeh.

Sujeira – De acordo com moradores, há pelo menos oito meses o problema vem causando transtornos para quem mora na região. O lixo abandonado no local tem provocando aumento de mosquitos e animais peçonhentos.

Duas viaturas da Polícia Militar estiveram no local, auxiliando motoristas e com objetivo de evitar problemas entre condutores e moradores.

Parte do lixo despejado clandestinamente na região da comunidade Cidade de Deus (Foto: Paulo Francis)Parte do lixo despejado clandestinamente na região da comunidade Cidade de Deus (Foto: Paulo Francis)


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions