A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

19/11/2015 19:52

Após arrastão em ônibus, acadêmicos fazem protesto na Zahran

Filipe Prado
Os estudantes protestaram e recolheram assinaturas (Foto: Heloisa Trindade)Os estudantes protestaram e recolheram assinaturas (Foto: Heloisa Trindade)

Os acadêmicos da Universidade Estácio de Sá recolheram assinaturas, para entregar à polícia, para diminuir a criminalidade no Jardim TV Morena, ao redor da faculdade. Cerca de 150 estudantes se reuniram na Avenida Eduardo Elias Zahran para protestar, após assalto a ônibus com universitários de Sidrolândia ocorrido nesta segunda-feira (16).

A organizadora do protesto, Heloísa Trindade, 19 anos, contou que muitos estudantes pararam de ir a faculdade, por conto do medo que estão sentindo. “Eles vão esperar o resultado do protesto, para saber se vai aumentar o policiamento”, declarou. Dez estudantes estavam saindo do ônibus quando foram abordados pelos assaltantes, que levaram celulares e dinheiro.

Os universitários foram até a avenida, munidos com cartazes e vestindo branco, e pararam transeuntes e motoristas, pedindo assinaturas. Heloísa apontou que desde o ano passado a criminalidade tem acontecido, mas no último mês ficou mais intensa. “Roubaram até rodas de motos. Não sei como, mas levaram”, contou.

A faculdade apoiou os manifestantes e abriu vagas em frente ao prédio para que os estudantes de outras cidades pudessem embarcar e desembarcar. “Isso ajudou muito”, comentou, porém os acadêmicos que vão de carro à faculdade, perderam as locais para estacionar. “Mas agora os carros tem que estacionar longe, por isso precisamos de segurança”, completou.

Assalto - O assalto ocorreu por volta das 22h, a uma quadra da Faculdade Estácio Sá, no Jardim TV Morena, em Campo Grande. Estudantes de Sidrolândia, assaltados por três homens dentro do ônibus, contaram que viveram momentos de terror nas mãos dos bandidos.

De acordo com uma estudante de 21 anos, que preferiu não se identificar, os bandidos esperaram todos entrarem no ônibus, até que invadiram o veículo e anunciaram o assalto. Muito agressivos e armados, os assaltantes ordenaram que todos os 10 passageiros e o motorista, entregassem seus pertences. "Eles ficavam falando que iriam matar o motorista e gritavam para que jogássemos o que tínhamos em uma mochila no chão do ônibus", contou.

Uma das acadêmicas teve de entregar os R$ 120,00 que tinha na carteira, mas conseguiu esconder o celular dos marginais e só por isso conseguiu acionar a Polícia Militar, mesmo assim disse que foi mal atendida pelos policiais. "Liguei e me pediram o endereço certinho, quando eu só sabia dizer que era atrás da TV Morena, fui muito mal atendida", afirmou.

Os marginais, que não usavam capuz por isso, segundo a jovem, foi possível perceber que um deles era moreno, usa barba e aparenta ter aproximadamente 27 anos. Além disso, a moça afirma que o assaltante não lhe era estranho e que ela já o teria visto na Faculdade.

Foram levados seis telefones, um relógio avaliado em R$ 400,00, um par de brincos, pulseira e um montante não calculado em dinheiro.



Só pra constar logo depois do protesto na frente da Faculdade Estácio de Sá novamente houve vários assaltos!!!
 
Gleidson Lucena em 20/11/2015 09:48:27
Acabamos de fazer o protesto e já fizeram arrastão na frente da Estácio...
 
Rafael em 19/11/2015 21:35:26
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions