A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 21 de Janeiro de 2018

13/05/2015 16:08

Após atrair só uma empresa, prefeitura adia licitações de duas obras

Antonio Marques
A concorrência adiada prevê corredor exclusivo de ônibus e recapeamento da Rua Brilhante (Foto: Marcos Ermínio)A concorrência adiada prevê corredor exclusivo de ônibus e recapeamento da Rua Brilhante (Foto: Marcos Ermínio)

Depois de não haver concorrência nas licitações de duas obras para a implantação do corredor exclusivo Sudoeste do transporte coletivo, a Prefeitura decidiu adiar para a próxima semana a abertura das propostas para a Avenida Marechal Deodoro e Rua Brilhante. Previstas no PAC Mobilidade do Governo federal e com investimento de R$ 13 milhões, as licitações seriam abertas hoje e amanhã e foram adiadas para o dia 21 deste mês.

De acordo com o presidente da Comissão Permanente de Licitação, Sérgio Henrique Tavares, o adiamento do certame para o próximo dia 21 de maio se deu em razão de a prefeitura considerar necessário um novo “check list” nas duas propostas que seriam abertas. “Pedimos uma semana a mais para podermos fazer algumas verificações nos processos antes da abertura”, explicou.

A Prefeitura havia marcada abertura da Concorrência 005/2015 para hoje às 14 h na Central de Compras e Licitação, no Paço Municipal, e a 006/2015 para amanhã de manhã, ambas para implantação do corredor exclusivo Sudoeste, com recapeamento da Rua Brilhante e Avenida Marechal Deodoro, respectivamente.

Questionado sobre o interesse de empresas nas concorrências, Sérgio Tavares disse que haviam comparecido duas empresas no horário marcado pra hoje, “mas pedimos para retornarem na próxima semana”, comentou.

Na concorrência que seria aberta hoje à tarde, para as obras do corredor exclusivo e recapeamento da Rua Brilhante, uma extensão de 2.750 metros entre a Rua Guia Lopes, no Bairro Amambaí, até o Terminal Bandeirantes, o teto do contrato é de R$ 4,2 milhões. Essa foi adiada a abertura da proposta para o próximo dia 21, às 8h.

Já a proposta da Concorrência 006/2015, que previa abertura nesta quinta-feira pela manhã (14), para a implantação do corredor exclusivo do transporte coletivo e recapeamento da Avenida Marechal Deodoro, no trecho entre os terminais Aero Rancho e Bandeirantes, numa extensão de 4.920 metros, com um teto de R$ 8,6 milhões, ficou marcada para às 14h do dia 21.

Na manhã de hoje foi aberta a proposta da Concorrência 04/2015, para as obras do corredor e recapeamento de 3,8 quilômetros da Avenida Bandeirantes, entre o Terminal Bandeirantes e a Avenida Afonso Pena. Para esse certame, que previa um teto de R$ 9.751.523,78, só houve uma empresa interessada, a construtora Pavitec, que propôs executar a obra, que consta do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) da Mobilidade Urbana, por R$ 9.751.438,32, o que significa redução de R$ 85,46.

O presidente da Comissão de Licitação, Sérgio Henrique Tavares, atribuiu a falta de concorrência ao “momento financeiro da economia”. Ele também explicou que o preço não está competitivo porque a cotação dos valores foi feita no ano passado.

A proposta da Avenida Bandeirantes foi a segunda obra do corredor que teve apenas um participante. A primeira faz parte do mesmo corredor e contempla a Rua Guia Lopes, entre a Avenida Afonso Pena e a Rua Brilhante. A Diferencial Engenharia foi a única participante e vai realizar o projeto por R$ 799.734,66.

A implantação de corredor do transporte coletivo, que será definido por taxas no asfalto, teve a ordem de serviço assinada pelo prefeito Gilmar Olarte (PP) no dia 28 de abril deste ano, mas as obras ainda não começaram.
O valor total no corredor será de R$ 28 milhões e integra o pacote total do PAC de Mobilidade Urbana, que terá investimento de R$ 180 milhões do governo federal.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions