ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, TERÇA  28    CAMPO GRANDE 18º

Capital

Após cirurgias na Capital, secretaria emite alerta para casos de micobactéria

A princípio, casos não tem relação com surto ocorrido em abril

Por Gabrielle Tavares | 18/05/2022 17:12
Procedimentos estéticos invasivos podem originar contaminação. (Foto: Divulgaçaõ)
Procedimentos estéticos invasivos podem originar contaminação. (Foto: Divulgaçaõ)

Após cirurgias realizadas em Campo Grande, a SES (Secretaria Estadual de Saúde), através da Vigilância Sanitária, emitiu alerta técnico para unidades de saúde públicas e privadas.

A orientação aos serviços de saúde é para redobrar a atenção durante a limpeza de instrumentos e materiais utilizados em cirurgias, manter o controle da qualidade da água e não usar produtos sanitários de uso doméstico.

Também foram indicadas outras medidas mais específicas, como rever fluxo de trabalho dos CMEs (Centros de Materiais e Esterilização); manter registro de orientação e protocolo de entrada e saída de materiais consignados ou de profissionais; supervisionar e monitorar as atividades ocorridas no CME; padronizar saneantes utilizados no CME e utilizar apenas com registro/notificação como uso hospitalar.

É o segundo alerta em dois meses. Em abril, a SES declarou surto da micobacteriose após procedimentos estéticos realizados no Paraguai. Na ocasião, confirmaram seis casos relacionados a apenas um serviço de estética do país vizinho.

Contudo, a secretaria afirmou que casos ocorridos em Campo Grande neste mês não têm correlação com o surto anterior, a princípio.

MCR - A Micobactéria de Crescimento Rápido é monitorada desde  2003, após a ocorrência de surtos locais distribuídos pelo país, quando mais de dois mil casos foram identificados.

A bactéria pode se manifestar em até dois anos em pacientes submetidos a procedimentos cirúrgicos. Os principais sintomas são: secreção na região operada, vermelhidão, dor e abertura de pontos.

Após a manifestação de quaisquer sintomas o paciente deve procurar o estabelecimento ou profissional que o atendeu para tomar as devidas providências.

Nos siga no Google Notícias