ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, SÁBADO  25    CAMPO GRANDE 27º

Capital

Após discussão, jovem é morto a tiros em trilha no Moreninhas 3

Conhecido como "Mosquito", Diego da Silva Magalhães tinha passagens pela polícia por tráfico de drogas e roubo

Por Paula Maciulevicius Brasil | 25/03/2021 15:58
Diego foi morto em uma trilha no meio de um matagal em rua das Moreninhas. (Foto: Paulo Francis)
Diego foi morto em uma trilha no meio de um matagal em rua das Moreninhas. (Foto: Paulo Francis)

Diego da Silva Magalhães, de 20 anos, foi morto na tarde desta quinta-feira (25) com pelo menos três tiros. Conhecido como "Mosquito", Diego teria discutido com outro rapaz e em seguida sofrido os disparos. Os dois estavam uma trilha num terreno na Rua Radra Mamed Alli, no Bairro Moreninhas 3, em Campo Grande.

O jovem tem passagem pela polícia por tráfico de drogas, furto, roubo, receptação e associação criminosa. Diego teria sido atingido com pelo menos três disparos, um na cabeça e dois nas costas.

Segundo a Polícia Militar, rapaz tinha passagem por tráfico de drogas, furto, roubo e receptação. (Foto: Paulo Francis)
Segundo a Polícia Militar, rapaz tinha passagem por tráfico de drogas, furto, roubo e receptação. (Foto: Paulo Francis)

Os bombeiros chegaram a ser chamados, mas quando chegaram ao local, Diego já estava morto. O Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) foi acionado para constatar o óbito. A Polícia Militar e a perícia estão no local.

Vizinhança - Moradores da região contaram que Diego morava há pouco tempo no bairro. Ele havia se mudado para lá depois de receber ameaças de morte no Jardim Colibri, onde residia anteriormente.

Para a polícia, a irmã de Diego relatou que o autor dos disparos estava na companhia de outro homem e já chegou falando "perdeu, deita" para o irmão. Ainda conforme ela, Diego teria pedido pelo amor de Deus para não ser morto, porque tinha família.

Ela também falou o nome de um suspeito para os policiais e alegou que o irmão havia deixado a vida do crime e estava com dois empregos. Até o momento ninguém foi preso.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário