A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

27/04/2011 17:24

Após mortes, moradores pedem fim do tráfego de veículos pesados no Montevidéu

Nadyenka Castro e Paula Maciulevicius

Segundo eles, 3 pessoas já morreram em 18 meses

Moradores fecham rua em protesto ao tráfego de veículos pesados. (Foto: João Garrigó)Moradores fecham rua em protesto ao tráfego de veículos pesados. (Foto: João Garrigó)

Moradores do Jardim Montevidéu, em Campo Grande, onde Vinicius Nunes da Cruz Maciel, nove anos, morreu na tarde desta quarta-feira, querem o fim do tráfego de veículos pesados na principal via do bairro, que fica próximo ao macroanel rodoviário, que liga às BRs 163 e 262.

Para eles, a passagem de caminhões e carretas pela avenida Ana Rosa Ocampo é o principal motivo dos constantes acidentes no bairro. Segundo eles, estas colisões resultaram em três mortes no período de 18 meses.

“Tem o macroanel, mas eles [caminhões] cortam caminho por aqui”, diz a dona de casa Irlais da Silva, 50 anos. Por causa do movimento de veículos, ela tem medo que a neta de nove anos seja atropelada e por isso não a deixa ir sozinha à escola nem brincar fora de casa. “Fico muito triste. Minha neta de nove anos só fica em casa”.

Antônio de Jesus, presidente da Associação de Moradores dos bairros Jardim Montevidéu e Taquaral Bosque, conta que já fez vários pedidos à administração municipal para instalação de redutores de velocidade na avenida e também para que seja proibido o tráfego de veículos pesados.

“Como vai passar carreta no meio do bairro? Estou pedindo pelo amor de Deus para que não tenha um próximo”, declara Antônio referindo-se à vítimas. “Antes de ser presidente do bairro, tenho preocupação como pai”.

De braços dados, os moradores fecharam a avenida por poucos minutos em protesto ao não atendimento dos pedidos.

O acidente que resultou na morte de Vinicius foi no cruzamento com a rua Itaimbé, por onde ele trafegava e foi atingido pelo caminhão ao cruzar a avenida.

Abalada, irmã de Vinícius não conseguiu dizer nome e não acreditava que o irmão havia morrido. (Foto: João Garrigó)Abalada, irmã de Vinícius não conseguiu dizer nome e não acreditava que o irmão havia morrido. (Foto: João Garrigó)

O menino voltava da borracharia onde tinha ido encher os pneus da bicicleta junto com o amigo Gabriel, 12 anos. A mãe deste, Roseli de Souza, 40 anos, conta que o filho dela alertou Vinicius para parar na esquina e só passar caso não tivesse veículo na outra via.

“Meu filho disse: Quando você chegar na esquina você para, você para. Meu filho parou e ele [Vinícius] passou direto”, diz Roseli, que estava em casa junto com a mãe de Vinícius, Mariazinha Nunes da Cruz, quando Gabriel chegou e contou do acidente.

As duas foram desesperadas para o local e quando viram Vinícius esmagado embaixo do caminhão, Mariazinha entrou em pânico, passou mal e foi levada ao posto de saúde do bairro Nova Bahia.

Vinícius é o segundo filho dela que morre. O pai do menino, Rael Maciel, diz que há cinco anos a filha do casal morreu de lupos. Rael não mora com Mariazinha. Ele estava no serviço quando foi informado do acidente e foi para o local.

A irmã de Vinícius, filha apenas de Rael, não acreditava na tragédia. “Moça, ele morreu mesmo”, questionou à repórter do Campo Grande News. “Como é que o caminhão não vê uma criança?”, pergunta.

A criança foi arrastada e esmagada pelo caminhão conduzido por Genivaldo Ferreira Martins, 30 anos. As vísceras ficaram pelo asfalto.

De acordo com a Polícia Civil, só o laudo pericial irá determinar oficialmente o que aconteceu. O caminhão carregado de areia freou por aproximadamente 35 metros, depois de ter atropelado o garoto.



é lamentável esse acidente oremos para que Deus conforte essa família, mas eu gostaria aqui de falar sobre outra avenida a euler de azevedo entre a santa carmélia e o detran (orgão a onde você vai para aprender as leis e normas de trânsito) por favor façam uma reportagem ali de manhã até a noite, vão ver uma via sem iluminação, sem sinalização, sem acostamento, uma vergonha e um perigo para as crianças que moram no beija flor e parque dos laranjais e frequentam a escola no josé abrão. todos os dias eu oro em favor de pessoas como eu que precisam transitar por aquela avenida.
 
maria gonçalves em 28/04/2011 12:30:44
Não conheço ninguem dessa familia,mas peço a Deus que abençõe e conforte o coração dessa familia,principalmente dessa mãe,fiquem com Deus e tenham muita força.
 
Cristiane Lopes Martins em 28/04/2011 12:22:08
NÃO É FACIL PERDER UM FILHO, AINDA MAIS POR IMPRUDENCIA E FALTA DE RESPONSABILIDADE DO MOTORISTA...ATÉ QUANDO,VIDAS IRAM SE PERDER??? QUE DEUS CONSOLE O CORAÇÃO DESTA FAMILIA.
 
FERNANDA PAULA em 28/04/2011 12:19:43
NÃO DEVEMOS SAIR CULPANDO A MÃE DO MENINO VINICIUS, O CAMINHONEIRO QUE ESTAVA TRABALHANDO, O PRÓPRIO VINICIUS POR SER UMA CRIANÇA QUE APENAS QUERIA SE DIVERTIR COM SUA BICICLETA; OBSERVEM QUE O CAMINHÃO NÃO ATROPELOU O VINICIUS, VINICIUS SE CHOCOU COM O CAMINHAO NO MEIO DA CAÇAMBA, O OUTRO AMIGUINHO DE VINICIUS O ALERTAVA E PAROU NO CRUZAMENTO; O PROFISSIONAL DO VOLANTE TAMBÉM SOFRE ABALO PSICOLÓGICO, POIS, TAMBÉM TEM FAMILIA E É UM SER HUMANO; ESTIVE NO LOCAL E ESTOU COM O CORAÇÃO E A ALMA EPERTADOS; SÓ POSSO PEDIR A DEUS PELA DONA MARIAZINHA E O PAI DO MENINO ASSIM COMO PARA OS DEMAIS FAMILIARES DELE. PEÇO AOS PAIS E PROFESSORES QUE NÃO DEIXEM DE SEMPRE ORIENTAREM SEUS FILHOS SOBRE O CUIDADO COM O TRÂNSITO. NA FRENTE DAS ESCOLAS É UM ABSURDO. "SENHOR MEU DEUS FORTALEÇA ESSA FAMILIA E CUIDA DA ALMA DO VINICIUS, AMÉM".
 
ALICIO L RODRIGUES em 28/04/2011 11:29:07
Que Deus abençoe essa familia, confortando e lhes dando força para continuar a caminhada, e que Deus receba Vinicius o encaminhe para luz.
 
ADRIANA ALVES em 28/04/2011 11:07:36
Gente, criança nenhuma tem noção de PERIGO. Vejam com o colega avisou para parar, talvez ele tivesse pensando que desse tempo, sei lá. Uma tragédia, que até em nós sentimos lá dentro uma dor dilacerante... Só Deus!
 
Cleidiane Mendes em 28/04/2011 10:12:14
gostaria de dar os meu pêsames para toda familia,ele era um menino muito adorado,ele estudava na mesma escola que meu filho e na sala da minha sobrinha,a qual esta muito abalada com a noticia.
Que Deus abençôe e conforte seus coraçôes.
 
karina rodrigues em 28/04/2011 09:30:09
Muito tragico mesmo...é justa a indignação da população com o trafego de caminhão neste local, mais sejamos justos, ninguem atropela uma criança por que quer! E outra podia ate ser uma moto, se um criança sai no meio da rua do nada é certeza que vai acontecer uma tragedia como essa...Que Deus ilumine esta familia, que conforte o coração desta mãe, e que pra gente fique a mensagem desse anjo que se foi...crianças sempre perto dos pais...sempre!!!
 
ELISA ZOCAL em 28/04/2011 09:29:52
MEU DEUS ....Q DOR Q MARIA ESTA SENTINDO E AINDA VAI SENTIR... MAS VAMOS PEDIR A DEUS QUE CURE ESSA DOR,POIS ESSE DIA DAS MAES VAI SER O DIA MAIS TRISTE DASUA VIDA. MARIA SEUS AMIGOS TODOS ESTAO COM VC ELE SE FOI MAS AS SUA AMIZADES, NOS VAMOS ESTAR COM VC SEMPRE AQ P TE AJUDAR QUE DEUS TE ABENÇOE .....
 
jandreia ferreira em 28/04/2011 07:48:13
Mãe, Pai, peças imprescindíveis na formação humana, a LEI DE DEUS, BÍBLIA, impera que os PAIS, são responsáveis pelos filho menores de 18 anos, os proprietários são responsáveis pelo animais as soltas, então PAIS, entreguem a DEUS o acontecido, se possível a mulher fique mais no seu LAR, principalmente quando tiver filhos menores de 18 anos, pois são considerados absolutamentes incapazes, isto é não tem verdadeira consciência do que estão fazendo, tem lei contraditória, mas quando o PAI, vai para o trabalho a MÃE, fica em casa para cuidar da CASA e dos FILHOS, infelizmente seu filho foi a vítima da vez, mas o que a gente pede que DEUS lhes dê entendimento, da Palavra de DEUS, e procurem cumprí-la, talvez seu filho foi usado por DEUS, para não acontecer mais com os outros, pois JESUS TAMBÉM SOFREU PARA SALVAR A UMANIDADE, que DEUS lhes conforte, e entreguem tudo nas mãos de DEUS, pois somente ele, poderá preencher um vazio deste.
 
PEDRO BRAGA em 28/04/2011 07:38:30
É lamentavél o que aconteceu, mas as pessoas devem prestar mais atenção ao atravessar as ruas, o motorista com certeza queria impedir esse acidente, pois ele freou bem antes, mas as vezez não da tempo, as pessoas precisam prestar atenção para que esse tipo de acidente diminua, tanto o motorista quanto os pedestres, ciclistas.
 
fATIMA SENE em 28/04/2011 05:43:22
so deus pra ter misericordia dessa mae sou mae mas tenho muita pena do sofrimento dela so deus a confortar ela.
 
tatiana da silva martins em 28/04/2011 05:13:24
Estou bastante abalado com o que aconteceu com esta criança, eu tambem sou pai e quando eu vi a reportagem e as cenas do atropelamento não acreditei no que estava vendo.É lamentavel o fato, espero que DEUS olhe por esta familia e que esse anjinho que se foi esteja ao lado do Pai.
O transito de Campo Grande é muito violento.
Como sempre as Autoridades alegam que tudo não passou de uma fatalide.
Pergunto a tal fatalidade vitimou uma criança, da forma mais cruel, que um pai ou uma mãe pode presenciar.
Domingo dia 08/04/2011 é dia das mães ja pararam pra imaginar como será o dessa mãe?
Pensem Nisso, Autoridades.
 
Marcos Haddad em 28/04/2011 04:02:01
Oq aconteceu com o Vinicius naum da pra acreditar, quando sai para vir ao trabalho o vi indo na vizinha comprar algo, essa foi a ultima vez q o vi, ele estava todo feliz, o mesmo jeito q eu o via todos os dias., peço a Deus q abençoe toda a familia... Peço q de força para passar essa fase tão dificil da vida.
 
Ighor Espinosa em 28/04/2011 02:39:53
EDUCAÇÃO NO TRÂNSITO - os campograndenses ainda não sabem o que é isso.
 
Maria Estela em 28/04/2011 02:21:46
Com todos esses comentários... comungo piamente com o Sr. Fernando Barcellos, devemos "calcar os sapatos" do nosso próximo, para sentirmos a dor dessa família e nos sensibilizarmos com todo o seu sofrimento!
 
Simone de Medeiros em 28/04/2011 02:00:19
Responsabilidade e conscientização! São condições necessárias para a vida toda, em todos os seus aspectos, inclusive o trânsito. Hoje é necessário que as escolas ofereçam, desde a educação infantil, aulas de comportamento no trânsito. Não apenas para evitar que crianças atravessem uma avenida, ou qualquer via, sem as devidas precauções como também para que cresçam com uma consciência mais madura a respeito de trânsito. Legalmente, a velocidade desenvolvida em uma avenida como a que ocorreu o acidente é de no mínimo 30 e no máximo 60 Km/h. Não sei como um veículo trafegando a tal velocidade (legal, repito), sabendo-se em uma preferencial, o que em tese impede de parar a cada cruzamento, conseguiria impedir um acidente com uma criança que subitamente adentra a via em uma bicicleta.
Peçamos a Deus piedade e consolo, não somente para a família da criança como também para o motorista, que certamente está sofrendo com o ocorrido.
 
ana marcia em 28/04/2011 01:57:08
Faço as palavras do amigo Fernandes Barcellos as minhas palavras, você Fernando tem paz e amor verdadeiro no coração ha se todos nós fôssemos assim, certamente a paz não seria apenas em alguns e sim paz mundial.
 
IRIS LOPES MATOS em 28/04/2011 01:44:23
nao resolve ficar criticando autoridades, pais e o proprio motorista..........todo acidente é evitavel se aconteceu é poque alguem deixou de fazer a sua parte..........temos que pedir mais conciencia e responsabelidade, a todos.
 
ivanilde lopes em 28/04/2011 01:13:56
Eu fico triste com essa fatalidade..
Ainda mais da forma que ocorreu. Sem palavras.

Sempre procuramos colocar a culpa em alguem ou em algo. Talvez como forma de tentar entender tal dor.È muito dificil este momento. Dor maior não há.

Mas espero que Deus abençoe esta familia. Que os conforte os pais, irmã, familia e amigos.

Com certeza Deus convocou seu anjinho pra brincar nos jardins do ceú.
Orar por essa familia..

São meus pesames..

 
max william alves em 27/04/2011 11:21:23
meu profundo pesar a familia desta criança

- trânsito em campo grande deve ser o pior do Brasil!
 
marcel dos santos nobre em 27/04/2011 11:11:46
A MAE DESSA CRIANÇA DEVE ESTÁR TRISTE COM DEUS POR PERDIDO TODOS SEU DOIS FILHOS.....QUE DEUS NAO À DESAMPARE ESTA MAE QUE TANTO SOFRE´POR ESSA PERDA TAO GRANDE....FIQUE COM DEUS MARIAZINHA!!!!ESTOU SOFRENDO ASSIM COMO VC MINHA QUERIDA AMIGA!!!!!!!!!!
 
MARIA CECILIA em 27/04/2011 10:59:57
Lamentável o que aconteceu com essa criança e com essa família!! não dá nem pra imaginar a dor que eles estão sentindo!!! Fiquem com Deus....
 
JULIANA FLEITAS NOMURA em 27/04/2011 10:16:55
ACHO INTERESSANTE O PROTESTO MAS QUE FOSSE PRA TODOS OS VEICULOS PQ NESTE CASO AI ESPECIFICO A CRIANÇA NAO PAROU NA ONDE ERA PRA ELA PARAR SE FOSSE UM VEICULO PEQUENO OU MOTO SERIA DA MESMA FORMA OU PIOR PQ A VELOCIDADES SERIAM SUPERIOR A DO CAMINHAO E PROIBIR O TRASINTO DE VEILCULO PESADO ENTAO TERIA QUE SE PROIBIR TBM OS ONIBUS ENTAO SAO VEICULOS PESADOS TBM SABEMOS QUE UMA VIDA SE FOI MAS CADE A MAE DESSA CRIANÇA QUE NAO ACONPANHOU ELA NUM CRUZAMENTO CONSIDERADO PERIGOSO AI FICA VARIAS DUVIDAS
 
wilson cardoso em 27/04/2011 10:12:14
A mesma tragedia pode acontecer na Av Afonso Pena,os motoristas não respeitam as pessoas que caminham ao logo da avenida durante a semana,ficam os filhinhos de papai com suas máquinas possantes voando,e o que é pior nas barbas da policia que não faz nada.Se não instalarem redutores de velocidade e aumentarem a fiscalização logo,logo acontecera uma tragedia.
 
Carlos Magno em 27/04/2011 10:01:17
Estou muito triste com tudo isso, tadinho do meninho, com tanta vida pela frente ainda. Que Deus conforte o coração desta família e da sua irmã. Rezo por eles.
 
ADENILSON JOSE REBEQUE em 27/04/2011 09:43:36
MUITO LINDO AS PALAVRAS DO SR FERNANDO,E É ISSO Q EU IREI FAZER AGORA,REZAR PEDIR DE TODO MEU CORAÇÃO Q DEUS CONFORTE O CORAÇÃO DESSA FAMILIA Q ESTA SOFRENDO.
 
Rosangela rodrigues da silva em 27/04/2011 08:46:04
tem que mudar a legislação pois infelizmente não acontece nada com o atropelador,falo por experiência própria pois aconteceu com um tio da minha esposa e o meu sogro, e até hoje nada quem perde é somente a família que só resta a saudade.
 
gilmar santos em 27/04/2011 08:19:56
Eu Era Amigo Dele ;'( To MT Triste D;
 
Hermes De Souza Custódio Neto em 27/04/2011 08:10:36
Do jeito que a AGETRAN demora para agir, mais mortes, infelismente, vão ocorrer. Espeo estar enganado.
 
MARCELLO MENDES em 27/04/2011 08:07:26
ele era meu amigo na real :(
 
joão vitor em 27/04/2011 07:36:38
Esse é o desfecho desse triste Pântano, onde nossos dirigentes incapazes e desonestos só sabem reclamar de "verbas federais". Sem um minimo de planejamento, visão estratégica, que não teem capacidade de planejar uma rua. É só ver o sistema viário de Campo Grande para constatar isso. Ruas estreitas, mal planejadas, que ligam o nada a lugar nenhum. Quando abrem uma pista melhor evidente que o trânsito vai para ela. Aí falta sinalização, proteção, fiscalização etc. Em cruzamentos centrais só as irritantes "rotundas" também conhecidas como rotatórias. Coisa de fazenda. Que gente incompetente. Enquanto isso os inocentes pagam com vida.
 
Carlos Castro em 27/04/2011 07:19:43
O que ocorreu todo mundo já deve desconfiar...imprudência no trânsito e para confirmar isso é só olhar o disco do tacógrafo do veículo e verificar a velocidade do mesmo, além é claro de aferir o peso desse veículo, que deve estar bem acima do limite como é de costume desses veículos caçamba...outro dia presenciei na fernando correa da costa, próximo a josé antonio, um caminhão desses em alta velocidade e andando como se fosse um veículo de passeio...esse caminhão, de cor azul, era da empresa ALS transporte de areia e o dono às vezes nem sabe do jeito que o seu motorista anda pela cidade...







 
laercio souza em 27/04/2011 06:51:51
Li um comentário e não concordo,essa mãe é uma mãe cuidadosa,foi uma fatalidade,a Mariazinha trabalha o dia todo fora de domestica para dar uma criação digna ao seu filho,o sofrimento,a dor,a perda de + um filho é irreparavel,+ confiamos num Deus vivo,e ele vai dar forças a ela pra suportar + essa tragédia.Deus sabe de todas as coisas,nós é que não sabemos nada.
 
FLORIPES FERNANDES NASCIMENTO em 27/04/2011 06:40:37
Pare além da óbvia necessidade de providencias, urgentes e efetivas, por parte do Poder Publico para que fatalidades assim não se repitam, parece-me que as contingências da vida moderna nos têm brutificado tornando-nos insensíveis ao sofrimento alheio. Vemos a morte do pequenino Vinicius como apenas mais uma estatística do, brutal, transito brasileiro que fez mais uma baixa.
Quase que mecanicamente nosso primeiro instinto é procurar culpados ou responsáveis: as autoridades de transito, o condutor do caminhão que vitimou a criança, a própria desatenção de Vinicius. É como se nos esquecemos que naquele atropelamento uma vida de nove anos foi ceifada.
Estamos nos tornado indiferentes ao sofrimento alheio, deixando de sentir empatia pela dor do outro, de nos compadecer com suas aflições. Casos como este deveriam mover nossas entranhas de compaixão, mas parece que nos blindamos cada vez mais contra estes sentimentos.
Acredito que precisamos mudar este estado de coisas. Começando esta mudança a partir de nós mesmo. Buscando a construção de uma nova mentalidade, para além da indiferença, do individualismo e do descaso com o outro. Devemos aprender a “calçar os sapatos” de nossos semelhantes, sentir empaticamente suas dores, nos compadecer verdadeiramente com sua aflição. Porque quando nos colocamos no lugar destes, podemos vislumbrar a dimensão de sua agonia e entender que como aqueles que sofrem, sofremos também.
Deste modo, não importa se você nunca conhecerá essas pessoas que agora choram a perda de seu filhinho. Isto não nos exime da responsabilidade de diante de tamanho sofrimento, ajudá-los. Esteja você onde estiver, dedique um minuto de seu tempo para interceder por esta família que agora chora a perda de sua criança. Pedindo que a graça e a compaixão de Deus confortem seus corações, assim como busque entender o que você pode fazer por estes que sofrem.


 
Fernando Barcellos em 27/04/2011 06:21:09
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions