A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

31/03/2015 15:26

Após reclamações, prefeitura contrata empresa para limpeza de cemitérios

Leonardo Rocha
Prefeitura contrata empresa em caráter emergencial para fazer a limpeza e conservação de cemitérios (Foto: Marcos Ermínio - Arquivo)Prefeitura contrata empresa em caráter emergencial para fazer a limpeza e conservação de cemitérios (Foto: Marcos Ermínio - Arquivo)
Familiares e até funcionários dos cemitérios reclamavam das condições dos locais (Foto: Marcos Ermínio - Arquivo)Familiares e até funcionários dos cemitérios reclamavam das condições dos locais (Foto: Marcos Ermínio - Arquivo)

Após inúmeras reclamações de moradores e até funcionários de cemitérios públicos de Campo Grande, a prefeitura municipal contratou a empresa Taira Prestadora de Serviços Ltda, para realizar além da limpeza, a administração, manutenção e conservação destes locais, em um contrato de valor total de R$ 581.400,00, tendo o repasse mensal de R$ 193.800,00.

A contratação feita pela prefeitura, através da Semadur (Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano) e Agereg (Agência de Regulação dos Serviços Públicos Delegados do Município), foi feita em caráter emergencial, por um prazo de 90 dias, a contar da emissão da ordem de serviço deste trabalho.

A equipe do Campo Grande News já envia feito algumas reportagens que mostravam o abandono e a reclamação da população sobre a situação dos cemitérios públicos da cidade, tendo uma das situações mais graves no cemitério do Santo Amaro, que apesar de a equipe da Seinthra (Secretaria Municipal de Infraestrutura, Transporte e Habitação) realizar serviços de capinagem e limpeza, tinha grupo reduzido.

Tanto a administração do local, como pessoas que têm familiares sepultados, reclamavam da falta de manutenção e até das condições, como deterioração do muro. Outra situação que foi encontrada no local, foram os túmulos depredados e banheiros em péssimo estado de conservação, que segundo aqueles que frequentam o local, não teriam condição de uso.

Já no cemitério São Sebastião, conhecido como Cruzeiro, o principal cenário era de sujeira, precisando de uma reforma completa por estar em quadro “abandonado” há vários anos. Tanto que até a casa da administração teve que ser transferida para uma sala na capela, para o trabalho dos funcionários.

Brinquedos feitos por detentos são doados para crianças em escola
Parceria feita entre a a Semed (Secretaria Municipal de Educação) e a Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário) garantiu ne...
Falta de pagamento faz prefeitura suspender hemogramas na rede pública
A falta de pagamento para um fornecedor de insumos fez com que a prefeitura de Campo Grande suspendesse a partir desta quarta-feira (13) a realização...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions