A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

19/02/2016 09:20

Após temporal e asfalto destruído, moradores contabilizam prejuízos

Natalia Yahn e Luana Rodrigues
Asfalto foi destruído no Bairro Nova Lima, mas trânsito não foi impedido no local. (Foto: Marcos Ermínio)Asfalto foi destruído no Bairro Nova Lima, mas trânsito não foi impedido no local. (Foto: Marcos Ermínio)

Moradores da Rua Jerônimo de Albuquerque, no Bairro Nova Lima, em Campo Grande, viveram momentos de medo por conta da chuva que caiu na cidade ontem (18), mas na manhã desta sexta-feira (19) alguns já trabalhavam na limpeza e tentavam seguir a vida normalmente.

Diversos pontos da rua foram destruído pela chuva, o asfalto se soltou em aproximadamente cinco quadras. Mesmo assim o tráfego de veículos não foi impedido no local. Até agora nenhuma equipe da Prefeitura trabalha na recuperação do asfalto, e a situação deixa moradores sem esperança de que algo será feito para resolver o problema.

“Não estão fazendo asfalto nem onde não tem, quanto mais arrumar os estragados. Não tenho esperança de que vão consertar”, afirmou o morador do bairro, Maurício Gonçalves, 71 anos.

Outra moradora – que vive no local há 16 anos –, Maria de Fátima da Silva, 56 anos, relata o medo de presenciar os estragos provados pela chuva de ontem (18). “Foi horrível, fez muito barulho. Parecia um terremoto. Foi entre 40 minutos e 1 hora de chuva e eu nunca tinha visto nada como o que aconteceu aqui, levou até o asfalto”, afirmou.

 

Água e lama invadiram salão de beleza na Rua Jerônimo de Albuquerque. (Foto: Marcos Ermínio)Água e lama invadiram salão de beleza na Rua Jerônimo de Albuquerque. (Foto: Marcos Ermínio)

Na rua mais afetada pelos problemas provocados pela chuva apenas um salão de beleza foi alagado. A proprietária do local, que pediu para não ter o nome divulgado, informou que a água invadiu o comércio, mas não teve danos materiais, apenas sujeira.

Equipes da Defesa Civil, Guarda Municipal e Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito) fizeram o monitoramento da via por aproximadamente seis horas – entre às 19 horas de ontem e 1 hora da manhã de hoje. “Saímos de lá porque a chuva parou e não havia mais risco”, afirmou o agente da Defesa Civil, Otávio Boldori.

Estragos - O temporal dessa quinta-feira provocou o transbordamento do córrego Segredo e alagou diversas vias e residências da cidade. Na avenida Ernesto Geisel, no trecho entre a Mascarenhas de Moraes e a Rachid Neder, o transbordamento aliado ao alagamento de vias próximas, fechou o trânsito no local. 

Hoje de manhã o fluxo é lento e parte da via que foi tomada por lama, pedras e galhos, tem a passagem dos veículos comprometida, pois os condutores precisam reduzir a velocidade para desviar.

No mesmo local, um veículo Fiat Uno está abandonado, aparentemente teria sido levado pela enxurrada e foi deixado na via. Um equipe de limpeza da Prefeitura, que esta na área, deve começar a trabalhar ainda esta manhã, com isso o trânsito deverá ser interditado.

 




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions