A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

18/02/2016 20:11

Temporal arranca asfalto, transborda córrego e alaga residências

Nyelder Rodrigues e Fernanda Yafusso
Chuva levou asfalto das ruas Jerônimo de Albuquerque e Marquês de Herval, no corredordo Nova Lima (Foto: Alan Nantes)Chuva levou asfalto das ruas Jerônimo de Albuquerque e Marquês de Herval, no "corredor"do Nova Lima (Foto: Alan Nantes)

O temporal do fim da tarde dessa quarta-feira (18) em Campo Grande transbordou o córrego Segredo e alagou diversas vias e residências da cidade. No bairro Nova Lima, um dos mais afetados pela chuva, a força da enxurrada arrancou o asfalto de importantes ruas locais.

Na avenida Ernesto Geisel, no trecho entre a Mascarenhas de Moraes e a Rachid Neder, o transbordamento do córrego Segredo, aliado ao alagamento de vias próximas, fechou o trânsito no local. Através do Direto das Ruas, leitores registram a situação caótica, além de imagens de veículos ilhados em meio à água no trecho.

Equipes do Corpo de Bombeiros e Defesa Civil foram acionadas para auxiliar nos trabalhos de segurança da região. Após a chuva, a água abaixou, porém, deixou na via várias pedras levadas pela enxurrada. Ali perto, no condomínio José Pedrossian, rua Júlia Maksoud, um apartamento ficou completamente alagado.

 

Leitor registra, do edifício onde mora, transbordamento do córrego Segredo, perto da Rachid Neder (Foto: Direto das Ruas)Leitor registra, do edifício onde mora, transbordamento do córrego Segredo, perto da Rachid Neder (Foto: Direto das Ruas)

Nova Lima - Mais ao norte da cidade, a enxurrada arrancou grandes placas de asfalto das ruas Jerônimo de Albuquerque e Marquês de Herval, que ficam no conhecido "Corredor do Nova Lima". Pelo menos quatro quadras ficaram completamente intransitáveis, e foram interditados pela Defesa Civil. Ainda assim, alguns arriscaram e transitavam no local.

Casas da região também foram invadidas pela água, como a de Maria Aparecida Silva, de 56 anos. A moradora diz que reside há 30 anos no local, e essa foi a pior chuva que já presenciou ali. "A água chegou na altura do joelho. Perdi tudo, desde móveis à eletrodomésticos, em 20 minutos de chuva", lamenta.

Lama invadiu casa de moradora do Nova Lima e deixou estragos (Foto: Alan Nantes)Lama invadiu casa de moradora do Nova Lima e deixou estragos (Foto: Alan Nantes)
Vizinhos ajudam a retirar água da casa de moradora prejudicada pela chuva (Foto: Alan Nantes)Vizinhos ajudam a retirar água da casa de moradora prejudicada pela chuva (Foto: Alan Nantes)

Outra afetada foi Patrícia Lescano, diarista de 22 anos que mora sozinha na casa construída pela avó. O muro dos fundos da residência caiu, piorando a situação. "Encheu de lama aqui, e nem a mureta que meu tio construiu aqui em frente conseguiu segurar essa enxurrada", conta a jovem, que ainda revela que a água chegou à altura da cintura.

Trânsito - Na avenida Cônsul Assaf Trad, foram registrados pelo menos três pontos de alagamentos, o primeiro em frente ao terminal Nova Bahia, onde o trânsito ficou fechado. Mais à frente, no cruzamento com a rua Zulmira Borba em frente ao Café Brasileiro, e próximo ao Makro, também foram registrados alagamentos.

Mais próximo ao Centro, na Via Parque, também há informações sobre trechos que também ficaram embaixo d'água. Na região Oeste da Capital, na avenida Capibaribe, Jardim Petrópolis, também houve alagamento e um ônibus particular chegou a parar no meio da água, precisando do auxílio do Corpo de Bombeiros. Também foram registradas quedas de árvores.

Conforme a Defesa Civil, o volume de chuva foi grande, sendo registrado 79,25 mm na região do Alphaville. Próximo à UCDB, o registro foi de 20 mm. Outros locais onde foram verificados grandes volumes foram o Cabreúva (34 mm) e Prosa (18,5) e Santo Antônio (30,75).




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions