A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

19/02/2016 07:44

Avenida tomada por pedras está parcialmente fechada após temporal

Natalia Yahn e Luana Rodrigues
Na rotatória do cruzamento das avenidas Ernesto Geisel e Rachid Neder, sujeira atrapalha o trânsito esta manhã (19). (Foto: Marcos Ermínio)Na rotatória do cruzamento das avenidas Ernesto Geisel e Rachid Neder, sujeira atrapalha o trânsito esta manhã (19). (Foto: Marcos Ermínio)

A Avenida Ernesto Geisel esta parcialmente interditada na manhã desta sexta-feira (19), no cruzamento entre as avenidas Euler e Azevedo e Rachid Neder. O local foi um dos pontos de inundação monitorados ontem (18), pela Defesa Civil Municipal.

No sentido bairro/centro o congestionamento chega a um quilômetro, isso porque muitos galhos, pedras e lama dificultam a passagem dos veículos com isso os condutores precisam reduzir a velocidade para desviar do lixo.

No sentido oposto, na rotatória no cruzamento das avenidas Ernesto Geisel e Rachid Neder também ficou acumulado material orgânico e por isso parte da via está interditada. No mesmo local, um veículo Fiat Uno está abandonado, aparentemente teria sido levado pela enxurrada e foi deixado na via.

O encarregado de limpeza urbana da Prefeitura Municipal, Fernando Vidal, está no local e informou que uma máquina vai fazer o trabalho de limpeza do trecho. Assim que a equipe iniciar a ação o trânsito será interditado.

Defesa Civil monitorou a Rua Jerônimo de Albuquerque, no Bairro Nova Lima, até 1 hora da manhã de hoje (19). (Foto: Allan Nantes)Defesa Civil monitorou a Rua Jerônimo de Albuquerque, no Bairro Nova Lima, até 1 hora da manhã de hoje (19). (Foto: Allan Nantes)

Ontem (18), durante aproximadamente seis horas além da Avenida Ernesto Geisel mais um ponto crítico de alagamento foi monitorado pela Defesa Civil, na Rua Jerônimo de Albuquerque, no Bairro Nova Lima. As equipes trabalharam no local da desde as 19 horas dessa quinta-feira - quando a chuva teve início - até a madrugada de hoje (19), além da Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito) e da Guarda Municipal. No local, conhecido como "Corredor do Nova Lima", casas também foram alagadas.

“Fizemos o isolamento da área por conta do asfalto que soltou em aproximadamente cinco quadras. Na região da Ernesto Geisel o problema da inundação aconteceu principalmente por conta do acúmulo de materiais e falta de limpeza”, disse o agente da Defesa Civil, Otávio Boldori.

Na região do Nova Lima foi registrado 90 milímetros de chuva pela Defesa Civil.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions