A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

31/01/2015 10:45

Após vídeo com buraco “imaginário”, MPE abre inquérito sobre operação

Edivaldo Bitencourt
Enquanto empresa tapa buraco fantasma, morador usa resto de construção para cobrir cratera no Bairro Tiradentes (Foto: Marcelo Calazans)Enquanto empresa tapa buraco fantasma, morador usa resto de construção para cobrir cratera no Bairro Tiradentes (Foto: Marcelo Calazans)

O MPE (Ministério Público Estadual) abriu inquérito para apurar eventual ato de improbidade administrativa na operação tapa-buracos. O edital é assinado pela promotora de Justiça do Patrimônio Público e Social, Paula da Silva Santos Volpe. A investigação acontece após a publicação de um vídeo em que operários da Selco Engenharia tapam um buraco imaginário na região do Parque dos Poderes.

A promotoria vai investigar os serviços realizados por sete empresas e que deve movimentar R$ 137 milhões neste ano, conforme o Orçamento Geral do Município.

Nesta semana, moradores questionaram a operação tapa-buracos em ruas sem crateras nos bairros Sobrinho e Leblon. No entanto, o caso ganhou ares de escândalo após a divulgação do vídeo gravado pelo porteiro Eder Palermo, 39 anos, no dia 22 deste mês e divulgado na terça-feira.

Segundo o edital do MPE, o inquérito vai apurar a operação nas avenidas Mato Grosso e América e Rua Antônio Maria Coelho e no Bairro Carandá Bosque.

A Prefeitura da Capital suspendeu o contrato com a Selco Engenharia até concluir uma sindicância para apurar se houve alguma irregularidade. A empreiteira anunciou que demitirá os funcionários envolvidos e também anunciou a abertura de sindicância.

Ontem, o encarregado de obra da construtora, Elton Farias dos Santos, 32, assumiu a responsabilidade pela recapeamento na Rua Jornalista Marcos Fernandes Hugo Rodrigues, no Parque dos Poderes, e justificou ter encontrado “fissuras” no asfalto.

“Do meu ponto de vista, achei que deveria fazer”, afirmou o operário, que foi afastado da empresa onde estava há dois anos. Ele quer dar um tempo após a repercussão nacional do vídeo.

A polêmica aumentou porque o secretário municipal de Infraestrutura, Valtermir Alves Brito, admitiu que as empresas recebem por serviço executado.

Neste ano, conforme o Orçamento Geral da Capital, serão recuperados 11,9 milhões de metros quadrados de vias públicas na Capital.

A Câmara Municipal volta ao trabalho na segunda-feira (2) e pretende cobrar explicações do prefeito Gilmar Olarte (PP). A oposição já garante ter 10 assinaturas para abrir uma CPI para investigar a operação tapa-buracos.

O deputado federal Fábio Trad (PMDB) anunciou que estuda ingressar com ação popular contra o município após o flagrante da ação para tapar um buraco imaginário.

O prefeito da Capital defendeu a ação da Selco na rua do Parque dos Poderes. Ele disse que foi ao local com engenheiros do Crea (Conselho Regional de Engenharia e Agronomia), que confirmaram a existência de buracos no asfalto. No entanto, o órgão federal não confirmou perícia no local a pedido da prefeitura. 

 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions