A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 23 de Maio de 2019

29/09/2017 10:45

Aquário do Pantanal será inaugurado sem a biblioteca e laboratórios

Conclusão da obra que estava orçada em R$ 50 milhões, custará R$ 37 milhões

Anahi Zurutuza e Leonardo Rocha
Entrada do Aquário do Pantanal em abril do ano passado, quase pronta (Foto: Fernando Antunes/Arquivo)Entrada do Aquário do Pantanal em abril do ano passado, quase pronta (Foto: Fernando Antunes/Arquivo)

O Aquário do Pantanal, em 2018, será só viveiro de espécies do Pantanal. Para conseguir reduzir o orçamento e concluir a obra, o Governo do Estado optou por fazer alguns cortes no projeto e por isso, o empreendimento não terá, “num primeiro momento”, segundo o secretário de Estado de Infraestrutura, Marcelo Miglioli, a biblioteca e os laboratórios.

Nas últimas semanas, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) garantiu que a conclusão da obra, orçada anteriormente em R$ 50 milhões, está agora estimada em R$ 37 milhões, dinheiro que o Estado já reservou. Para tanto, será necessário dividir o término da obra em duas etapas, que o secretário explica melhor.

“Houve corte de etapas que não comprometem a obra”, garantiu, detalhado que o espaço físico para a biblioteca e dos laboratórios do Centro de Pesquisa e de Reabilitação da Ictiofauna Pantaneira e Aquário ficarão prontos, mas a compra dos equipamentos, prevista no projeto inicial, ficará para depois.

“Estes foram alguns dos cortes que fizemos com muita responsabilidade, são partes do projeto que deixaremos para uma segunda etapa”, completou Miglioli, que já havia anunciado os cortes, dizendo que a ideia não era entregar a obra “pela metade”, mas “priorizar o que é necessário para a abertura”.

Projeção da parte interna do aquário (Foto: Reprodução)Projeção da parte interna do aquário (Foto: Reprodução)

Situação – Projetado para ser o maior aquário de água doce do mundo, o Aquário do Pantanal já custou pelo menos o dobro do que era previsto – poucos mais do que R$ 200 milhões em recursos do Estado.

Em agosto de 2016, a Seinfra (Secretaria Estadual de Infraestrutura) calculava valor de R$ 67.371.873,99 para conclusão da parte física e peixes. Já previsão de custo atualizada em janeiro deste ano é de R$ 68.854.059,19.

O contrato inicial, datado de 2011, era de R$ 84 milhões e foi ajustado em 25%, teto permitido pela Lei de Licitações. Sem poder acrescentar mais verbas ao contrato principal da obra, o Poder Executivo tentou parceria com a iniciativa privada para a conclusão.

A tentativa, que acabou frustrada, era de que o grupo Cataratas do Iguaçu, vencedor da licitação para administrar o local depois de pronto, financiasse a conclusão do empreendimento.

O Aquário foi planejado para ter 24 tanques, somando um volume de água de aproximadamente 6,2 milhões de litros e 12.500 animais subdivididos em mais de 260 espécies.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions