A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

15/12/2014 11:24

Assaltante avisa farmácia sobre roubo, após comprar bombom caro

Filipe Prado
Carlos avisou a farmácia sobre o assalto, que aconteceu no dia seguinte (Foto: Pedro Peralta)Carlos avisou a farmácia sobre o assalto, que aconteceu no dia seguinte (Foto: Pedro Peralta)

Dois homens foram presos acusados de assaltar uma farmácia, no Bairro Monte Castelo, depois de um deles avisar sobre roubo, por conta de bombom caro. Carlos Nunes Rocha dos Santos, 22 anos, e Daniel Vieira Simões, 22, foram encontrados com a ajuda de um localizador, instalado nos celulares das vítimas, roubados no dia do crime.

Segundo o delegado da DERF (Delegacia Especializado em Roubos e Furtos), Luiz Ivahyr, contou que no dia anterior ao roubo, 22 de novembro, Carlos foi até a farmácia para comprar um doce. Ao pagar, ele reclamou do preço e falou para o atendente que iria roubar o estabelecimento.

No outro dia (23), Carlos e Daniel foram até a farmácia, usando uma pistola, e roubaram R$ 670, mais três aparelhos celulares de clientes e funcionários do local.

Na última quinta-feira, com ajuda de um aplicativo de localização instalado nos celulares, encontraram, no Jardim Anache, os dois acusados, que acabaram confessando o crime. Na casa de Carlos encontraram 950g de maconha, além de uma pessoa que estaria comprado parte da droga por R$ 30.

Os acusados admitiram que a arma utilizado no crime foi embargada por Welington Silva de Oliveira e estaria em posse dele. Com isso, ele também foi encaminhado para a delegacia, acusado de posso ilegal de arma, porém liberado.

À polícia, Daniel falou que a motivação do crime seria o sustento do vício, já que ele consome cocaína desde os 16 anos. Carlos, pai de três filhos, apontou que trabalha como técnico de instalação de som, mas que o dinheiro não seria suficiente para os filhos, por isso resolver praticar o assalto.

Os dois, de acordo com o delegado, ficaram à disposição da delegacia, já que eles podem estar envolvidos em outros roubos a farmácias. “Vários crimes a estabelecimentos comerciais vem acontecendo, principalmente a farmácias”, alegou.

Os assaltantes são acusados de roubo, posse ilegal de arma e tráfico de drogas.



A quem interessa divulgar como se chegou a esses marginais... acorda Polícia!
 
TOYOSHI SATO em 15/12/2014 15:30:30
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions