A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 20 de Agosto de 2019

27/04/2019 10:06

Assaltante morto em confronto era adolescente; mais 2 foram detidos

Proprietária da pousada também foi levada para a delegacia; polícia apura sequestro de caminhoneiro

Geisy Garnes e Clayton Neves
A pousada fica na Rua Maracaju (Foto: Henrique Kawaminami)A pousada fica na Rua Maracaju (Foto: Henrique Kawaminami)

O assaltante morto em confronto com a Polícia Militar na noite desta sexta-feira (27), em uma pousada no Centro de Campo Grande era adolescente e ainda não teve nome e idade divulgados pela polícia. Outros dois comparsas do rapaz foram detidos durante a troca de tiros por sequestrarem um caminhoneiro após golpe do falso frete.

Segundo a polícia, o adolescente morto teria atirado contra os policiais assim que eles se aproximaram do quarto em que a vítima era mantida refém na pousada –localizada na Rua Maracaju, quase esquina com a Avenida Calógeras. Ele chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos.

O irmão dele, também adolescente, foi apreendido e um terceiro suspeito, já maior de 18 anos, foi preso em flagrante. A proprietária do local, identificada apenas como Patrícia, também foi detida por suspeita de ajudar o trio de assaltantes. Isso porque ela teria mentido para a polícia sobre a presença dos suspeitos no estabelecimento.

Neste sábado (27), a pousada amanheceu fechada e o clima entre os comerciantes da região ainda era de surpresa. Ao Campo Grande News um dos vizinhos do local, que preferiu não se identificar, narrou os momentos de tensão e tumulto em frente ao estabelecimento.

Conforme o comerciante, ele estava dentro da loja quando ouviu os dois primeiros disparos. Em seguida, mais dois tiros foram efetuados. “Sai na calçada para ver o que estava acontecendo e vi a polícia carregando um rapaz pequeno e colocando no carro”, lembrou a testemunha.

Em pouco tempo o local recebeu várias equipes policiais. “Aconteceu aqui do lado, ninguém ia imaginar que isso poderia acontecer”. O comerciante conta ainda que viu quando outros dois jovens saíram da pousada presos e também o momento que a proprietária foi colocada no camburão, por volta das 23 horas.

Ainda assustada com a situação, Ilda Almeida, de 57 anos, afirma que a região é tranquila e que em 32 anos no local nunca havia presenciado algo parecido. “Assusta porque a gente nunca imagina isso acontecendo do nosso lado”.

O caso foi registrado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Piratininga e segue em investigação.

Entenda – De acordo com informações preliminares, se passando por clientes, os criminosos contrataram o caminhoneiro para um frete e combinaram de encontrá-lo no Núcleo Industrial. No local, a vítima foi surpreendida por dois homens, que chegaram em um Chevrolet Kadett vermelho, e armados anunciaram o assalto.

O caminhoneiro então foi rendido, colocado no carro dos criminosos e levado até um hotel da região. A cena, no entanto, foi flagrada por uma pessoa que passava pela rua e decidiu chamar a polícia depois de ver os suspeitos colocarem um saco na cabeça da vítima.

Uma equipe da Polícia Militar foi ao local em que o caminhão estava, encontrou o veículo ainda estacionado, todo aberto e iniciou as buscas pela vítima. Os policiais chegaram então a pousada, onde os suspeitos foram detidos.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions