A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

27/01/2013 13:59

Assassinato de motociclista no Aero Rancho é mistério, afirma família

Viviane Oliveira e Mariana Lopes
Alcindo, pai do jovem que morreu com um tiro no peito. (Foto: Luciano Muta) Alcindo, pai do jovem que morreu com um tiro no peito. (Foto: Luciano Muta)

A família do jovem Azarias de Paula Theodoro, de 24 anos, que morreu com um tiro no peito por volta das 3h40 da madrugada deste domingo (27) em Campo Grande, disse que a morte do filho é um mistério. “Ninguém sabe ainda o que realmente aconteceu”, diz o pai, Alcindo Theodoro, de 65 anos.

O homicídio foi na rua da Divisão próximo a rua Babaçu, no bairro Aero Rancho. Ninguém sabe de onde veio o tiro. De acordo com a Polícia, Azarias, pilotava uma motocicleta YBR 125. Em outra moto, estava um amigo dele, identificado apenas como Helliton, que relatou aos policiais que os dois seguiam, lado a lado, fazendo barulho e gritando com quem passava na rua, quando Azarias caiu da moto.

Conforme o irmão da vítima, Oséias de Paula Theodoro, de 35 anos, Azarias saiu às 21h dizendo que ia para a casa de um amigo, onde teria um churrasco. As 22h ele foi visto sozinho em uma conveniência.

Para a família, o amigo que estava com ele, contou que já era madrugada quando eles saíram do churrasco, passaram na casa de uma amiga e foram para um pagode no bairro Aero Rancho. “Do pagode o amigo disse que eles foram para o Centro e no meio do caminho decidiram voltar para o pagode”, relata o irmão.

O amigo contou que eles estavam na rua cortando giro na moto, quando escutou um barulho de tiro, mas achou que fosse do escapamento. “Nesta hora ele viu a moto derrapando e o amigo já caído no chão, no entanto ele afirma que não viu quem foi o autor dos disparos. Isso foi o que contaram para a gente”, destaca Oséias.

A família relata que quando chegou ao local do homicídio a Cigcoe (Companhia Independente de Gerenciamento de Crises e Operações Especiais), estava lá, no entanto os policiais disseram que estavam fazendo rondas na região, quando foram informados do homicídio. 

“Ninguém sabe, ninguém viu. Meu filho não usava droga e era uma pessoa trabalhadora. Não posso dizer que ele era um santo, mas nunca tive problema com ele”, finaliza o pai. O corpo de Oséias será velado por volta das 15h na igreja Glória de Deus na avenida Costa Melo.

Para a Polícia, uma testemunha disse que a vítima e o amigo seguiam juntos na via, abordando e furtando as pessoas na região. Não foi encontrada arma com a vítima.



Alexandre Melo p/ sua informação meu amigo não tinha passagem na policia como vc esta dizendo e em nenhum momento li isto na reportagem e nem na televisão. Apesar que várias coisas q estão falando do Azarias é pura mentira como por exemplo que ele estava assaltando... mas paciencia espero só que a familia dele e do outro rapaz que tb conheço não deixe quieto e vá atras de justiça pois isto é danos morais...Inclusive não acharam nenhuma arma nem como ele nem com o outro rapaz, isto só esta prejudicando a vida de várias pessoas como a familia dele e do outro rapaz que é um rapaz de familia. O Azarias não está aqui p/ se defender mais familias e amigos estão aqui p/ não deixar pessoas como vc ficar falando que ele é ladrão e tinha que morrer mesmo....
 
Ana Paula da Silva em 29/01/2013 16:26:00
essas pessoas que fica ai julgando deve nao ter familia,se ja forem pai até duvido q seus filhos fica só em casa,vcs tem q cuidar dos seus filhos pra depois julgar alguem,ou cuidar de vcs mesmos.quando acontecer na sua casa ai vai lembra disso,respeita a familia dos outros....
 
marcelo guerreiro em 29/01/2013 14:38:01
MAYARA PAES e outros que defendem bandidos: Na própria reportagem fala que o elemento que morreu ESTAVA DE BADERNA NA RUA e que já TEM PASSAGEM NA POLÍCIA, ou seja, já foi tarde, AINDA DEMOROU PRA MORRER. Ninguém morre de graça, viu o comentário da Ursula Vilela abaixo?? E se ela tivesse parado? e se eles tivessem assaltado ela?? Estuprada??? Poderia acontecer com vc, te pergunto: ainda iria defender esses marginais??? Na minha opinião ele mexeu com alguém na rua, que indignado com esses arruaceiros e para se proteger, atirou, certeza, ainda merece a medalha.
 
Alexandre Melo em 28/01/2013 16:14:06
E muito fácil jogar a culpa nos pais, independente da educação perto de pai todo filho é santo e não tem como saber o que fazem em sua ausência. Estou vendo muita gente julgando chamando de bandido sem saber de nada. Não estou defendendo ninguém. Mais cada um tem o direito de ir e vir aonde bem quiser e agir da maneira que achar melhor. E ninguém tem o direito de tirar a vida de ninguém. Justiça cabe a Deus.
 
Tayna Dias em 28/01/2013 16:03:45
Alexandre Melo "Menos um bandido nas ruas, o cara que atirou tinha que ganhar uma medalha"

Se é que o menino realmente era bandido e você está se referindo ao cara que atirou ser um herói, você menospreza um que nem conhece, e da a honra para quem realmente é o bandido por ter atirado!
A rua da divisão é muito movimentada as pessoas dizem ter os ''titanzeiros'' arroaceiros que estavam furtando, porém, pode não ser os mesmos meninos! Ninguém tem prova..
Mais estou mesmo lhe parabenizando pela atitude de querer dar uma medalha ao assassino que matou o garoto!

Sem comentários.
 
Mayara Paes em 28/01/2013 14:29:54
O Azarias era meu amigo, inclusive tinham recém saida da minha casa qd esta coisa horrivel aconteceu. Vá em paz meu amigo pois todos nós quem realmente o conhecia te ama muito e estamos sofrendo por sua perda.
E a todos que estão falando coisas horriveis a respeito do meu amigo q Deus os perdoem pois não devemos julgar ninguém sem conhecê-lo. Na vdd até conhecendo nao devemos julgar....Ele era sim um ótimo amigo, um bom filho e não estava roubando ninguém, com certeza fará muito falta sentiremos saudades meu amigo
 
Ana Paula G. da Silva em 28/01/2013 13:29:26
Olhando todos esse comentarios ate parecem que nem estão falando de uma vida,minha nossa vcs ja se colocaram no lugar dessa mae ou desse pai,acho que deveriam ao menos respeitar a dor dos familiares que nao deve estar sendo nada facil pra eles nessa hora,so quem teve a dor de uma perda sabe e muito bem oq e perder alguem nessa vida.Esse era um ser humano,defeitos todos nos temos,mas so deus tem o direito de dar e tirar a nossas vidas.
 
lara silva em 28/01/2013 12:47:18
Resumindo: estava fazendo perturbando o sossego e fazendo ARRUAÇA à altas horas da madrugada...
 
Adriano Roberto dos Santos em 28/01/2013 12:08:25
É lamentável o teor de algumas opiniões! Ninguém, absolutamente ninguém, tem o direito de tirar a vida de quem quer que seja, muito menos o de fazer justiça com as próprias mãos. Se o rapaz era ou não arruaceiro, ladrão, drogado ou o que for, era, antes de tudo, ser humano, e tinha o direito de ser tratado como tal. Se havia errado, que respondesse pelos seus erros, mas ainda assim "não seria condenado a pena de morte...". Falar "menos um", "que bom" etc., é mostra o grau de incivilidade de nossa sociedade! Comparar " bagunça ou arruaça" com "vida humana" é um despropósito, um absurdo, mais ainda quando se "fala sem saber do que se está falando", já pré-julgando e acusando o rapaz - que agora sequer pode se defender - de tudo o que é jeito.
 
Roberto Ferreira em 28/01/2013 11:50:57
Ele não era nenhum bandido, ele era inocente sim! E Sra. Fabi vc trabalha no sábado de madrugada???Acho que não neh.Todos tem direito de se divertir..Ele apenas estava voltando para sua ksa. Acho que as pessoas julgam muito, falam muito e agem pouco.Bandido é quem o matou e quem realmente tem que morrer são estes marginais que ficar de esquina em esquina fumando e vendendo e os policiais nunca fazem nada, fingem que não vêem. Só porque está de moto barulhenta eh bandido, por favor!!!
 
Jaque Paixão em 28/01/2013 10:17:49
menos um , ainda falta uma baixa tambem aos lixeiros do funck, que saem achando que seu lixo musical tem que ser engolido pela sociedade. se nao da pra ser por bem, que seja assim entao..
pela paz se faz guerra sim....guerra aos baderneiros
 
leonardo lima em 28/01/2013 10:05:51
Que sirva de lição aos pais irresponsáveis. Tem que dar cintada enquanto é tempo, pois como disse Fabi: cintada não mata, bala sim. Depois vem os pais chorando falando que o filho era um coitado trabalhador. Piada.
 
Fernando Ferreira em 28/01/2013 09:12:42
Não tem nada de mistério nesta história! Estava trafagando pela R da Divisão (além daquela augazarra naquela pagode) esses dois marginais pararam lado a lado do meu carro e após isso fizeram gestos para que parássemos, por sorte consegui desviar em uma rua vazia . Só quem passa por um situação dessa sabe .... bem feito a esses marginais!
 
Ursula Vilela em 28/01/2013 09:06:56
Quem tem filhos não tenha medo d corrigir e educar não.... Para q o mundo aee fora não cale eles.. E PRA SEMPRE!!! Corrijam seus filhos pq nunca ouvi dizer q chinelo, cinto e varinha matou alguém.... O Q MATA MESMO É BALA!!!!
 
sara laila em 28/01/2013 08:39:59
Ah tah com todo respeito... O pai disse q era trabalhador.... O que um trabalhador estaria fazendo de domingo pra segunda até 3:40h da manhã na rua? Que serviço era esse??? q hs essa criatura trabalhava? Também hj em dia se da uma chinelada no filho ja é considerado crime, não se pode mais corrigir.... Da nisso... O mundo ae fora não tem dó não... E o mundo não corrige no chinelo não minha gte, é na bala mesmo ... POOOOWWW e ja era pra todo sempre... Acorda Brasil... Ninguem morre por ser corrigido pelo seus pais não......
 
Fabi salgueiro em 28/01/2013 08:32:31
Que isso sirva de lição para os outros arruaceiros, porque esses "delinquentes" enchem demais o saco dos outros, e outra, se estavam realmente furtando as pessoas, então foi merecido.
 
Matias Saad em 28/01/2013 07:50:46
Menos um bandido nas ruas, o cara que atirou tinha que ganhar uma medalha.
 
Alexandre Melo em 27/01/2013 17:54:48
Eu ouvi dizer que esse cara era bandido! Se for mesmo, foi tarde....kkkk. Se estava fazendo algazarra e gracinha, só lamento!kkk. Tem que apurar para saber apenas se era gente inocente, pois se não era, colheu os frutos de sua maldade! Deus pune é na Terra mesmo!
 
paulo farias em 27/01/2013 16:39:28
Limpeza e limpeza. Boa coisa não eram, faltou derrubar o outro vagabundo.
 
Tony Martini em 27/01/2013 15:22:27
Éhhhh! O povo que é em favor do silêncio, já está perdendo a paciência com esses "titanzeiros" que compram uma motinha financiada e saem por aí tirando o sossego alheio, com os escapamentos barulhentos.
 
Luciano Silgueiros em 27/01/2013 14:47:53
Isso é o que dá ficar fazendo arruaça na rua, acham que isso é curtir, não a programa melhor do que ficar com a família e amigos, ir para rua bagunçar só poder dar coisa ruim mesmo, meus sentimentos a família.
 
Edivaldo Andre em 27/01/2013 14:21:28
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions