ACOMPANHE-NOS    
DEZEMBRO, QUINTA  02    CAMPO GRANDE 25º

Capital

Assassino de professora é preso quando tentava fugir

Por Nicholas Vasconcelos e Nadyenka Castro | 24/08/2012 20:05

De acordo com a Polícia Civil, Evandro foi preso com objetos pessoais próximo à casa dos pais e pretendia fugir da Capital

Evandro se apresentou acompanhado do advogado Edgar de Souza Gomes na 3ª DP. (Foto: Minamar Junior)
Evandro se apresentou acompanhado do advogado Edgar de Souza Gomes na 3ª DP. (Foto: Minamar Junior)

Evandro Fernandes, 34 anos, que confessou ter matado a esposa Zilca Fernandes Marques, 46 anos, com 11 facadas foi preso nesta sexta-feira (24) em Campo Grande. De acordo com a Polícia Civil, Evandro foi preso com objetos pessoais próximo à casa dos pais e pretendia fugir da Capital. Ele afirma que iria se internar em uma clínica de recuperação.

O Campo Grande News apurou que sete pessoas foram ouvidas pela Polícia, em depoimentos longos e uma oitava testemunha e o coordenador da clínica devem prestar depoimento. Evandro foi indiciado por homicídio doloso e o pedido de prisão foi feito nesta sexta.

A professora Zilca foi morta na quarta-feira (22) em uma chácara onde o casal morava no bairro Chácara dos Poderes. Evandro se apresentou nesta quinta-feira (23) na 3ª Delegacia de Polícia e confessou que matou a esposa depois de uma discussão por conta do uso de drogas.

De acordo com Edgar de Souza Gomes, advogado de Evandro, o homem almoçou com a esposa no centro da cidade e depois retornaram para a chácara. No meio do tempo ele comprou pasta base de cocaína e Zilca voltou para a cidade para participar de uma reunião de trabalho. O evento foi cancelado e ela retornou para a chácara encontrou o marido usando o entorpecente, então os dois discutiram porque ela não queria que ele fizesse uso.

Evandro foi consumir a droga em uma mata nos fundos da chácara e por volta das 18h30 ele retornou para a residência, onde encontrou Zilca. Os dois brigaram novamente, porque ela não queria que ele entrasse na casa.

A esposa acabou permitindo que Evandro voltasse para a casa e os dois começaram a brigar novamente. Zilca teria dado um empurrão quando ele pegou uma faca e começou a desferir os golpes.

Depois do crime Evandro pegou no carro dele e foi para a região central onde ficou até a manhã de quinta percorrendo bocas de fumo e consumindo drogas. Ele depois procurou a família e contou sobre o ocorrido.

Evandro e Zilca se conheceram através do Orkut em novembro do ano passado e começaram a morar juntos três meses depois. A professora sabia que ele era dependente químico desde os 15 anos e que havia sido internado várias vezes. Ela e a família dele tentavam ajudá-lo a superar a dependência química.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário