A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

05/09/2012 20:25

Atropelamento de estudante gera confusão em escola do Noroeste

Elverson Cardozo
Escola Municipal fica na rua Dois Irmãos, no Jardim Noroeste, em Campo Grande. (Foto: Pedro Peralta)Escola Municipal fica na rua Dois Irmãos, no Jardim Noroeste, em Campo Grande. (Foto: Pedro Peralta)

Atropelamento de uma estudante nas proximidades da Escola Municipal Ione Catarina Gianotti Igydio, no Jardim Noroeste, em Campo Grande, gerou confusão entre homens do Corpo de Bombeiros e a direção do colégio no final da tarde desta quarta-feira (5).

O acidente aconteceu no horário de saída dos alunos, por volta das 17h15, na rua Indianópolis, quase esquina com a Dois Irmãos, onde a escola está localizada. Segundo o serviço de emergência, a menina, que aparenta ter 7 anos, foi atropelada por uma Kombi.

A garota apresentou escoriações e foi encaminhada, consciente, à UPA (Unidade de Pronto Atendimento Comunitário) do bairro Universitário. Informações iniciais apontam que ela é estudante da 2º série.

Desentendimento - O atendimento do Corpo de Bombeiros foi marcado por desentendimento. Os militares acusam o diretor da escola de omitir socorro à vítima por não ter acionado o serviço de emergência e ter se negado a disponibilizar alguém para acompanhá-la até o posto de saúde.

“Ele disse que não tinha responsabilidade sobre a menor porque ela foi atropelada em via pública”, afirmou o sargento Célio, que compõe a equipe MOB (Moto Operacional de Bombeiros).

Segundo o militar, o primeiro atendimento da menina foi dentro do colégio porque alguém retirou ela da rua. “A única preocupação de uma das funcionárias foi trocar o uniforme dela”, disse, ao comentar que a escola não teve preocupação em socorrer a criança.

Além dessa situação, a equipe que atendeu a ocorrência relata ainda que se sentiu intimidada com a reação do diretor. Ele teria anotado a identificação dos militares para “realizar uma ligação”. “Para onde eu não sei”, finalizou o sargento.

A oficial de área do Corpo de Bombeiros, Geisa Maria Rodrigues, informou que o caso será avaliado com cautela. Por enquanto o único registro policial é do acidente.

A direção da escola não quis comentar o assunto, sob a alegação de que nenhum dos funcionários tem autorização para dar entrevistas.

Informações apuradas pelo Campo Grande News dão conta de que após o acidente, já dentro da escola, a menina ficou sentada em uma cadeira próxima ao mastro das bandeiras.

Como estava com a camisa suja, uma das funcionárias fez com que ela trocasse o uniforme. A estudante estava com a boca inchada, com o pé direito ralado e um hematoma na cabeça.

Terminal rodoviário de Campo Grande oferece cartões de Natal gratuitos
A rodoviária de Campo Grande, mais um ano, oferece gratuitamente cartões de Natal gratuitamente para os passageiros que passarem pelo local até o pró...
Universidade do MS recebe certificação de excelência em gestão
Será recebida pela UCDB (Universidade Católica Dom Bosco) em solenidade que acontece na próxima segunda-feira (18) o certificado de excelência em ges...
Águas Guariroba continua com campanha de renegociação de dívidas
Vai até o dia 29 deste mês a campanha "Fique em Dia", realizada pela Águas Guariroba para renegociar as dívidas que os consumidores têm com a empresa...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions