A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

23/06/2011 08:05

Bandido encosta arma em ouvido de menino de 2 anos e rouba celulares

Nadyenka Castro

Mãe reagiu com calma

Enquanto o filho estava na mira do revólver, comerciante abriu gavetas e mostrou que não tinha dinheiro.(Foto: Marcelo Victor)Enquanto o filho estava na mira do revólver, comerciante abriu gavetas e mostrou que não tinha dinheiro.(Foto: Marcelo Victor)

Há dois anos proprietária de um pequeno e simples ‘mercadinho’ na avenida Tamandaré, bairro São Francisco, em Campo Grande, uma comerciante de 29 anos viu seu filho de dois anos quase ser morto por um bandido em troca de dinheiro, na noite da última terça-feira.

“Ele [o bandido] entrou, pegou meu filho, encostou a arma no ouvido esquerdo dele e pedia dinheiro”. Lembra a mulher, que temendo por sua segurança preferiu não se identificar.

A comerciante atendia normalmente aos seus clientes quando entrou no local um homem e comprou três carteiras de cigarro. “Ele meu deu uma nota de R$ 50 e pediu o troco”.

A mulher lembra que junto com ele havia outro homem, que o aguardava em uma motocicleta. Depois da compra do cigarro, o que estava no veículo entrou no comércio e comprou quatro garrafas de ‘litrão’ de cerveja e duas garrafas de refrigerante, pagando também com uma cédula de R$ 50.

Em seguida, o primeiro foi novamente ao bar e adquiriu R$ 7 em créditos para uma linha de celular. “Depois disso eu vi que eles foram embora”, conta.

Quando ela fechava seu estabelecimento, um dos bandidos entrou no local, pegou a criança que estava no chão e encostou a arma no ouvido esquerdo dela.

“Eu não olhei para o meu filho. Só abri as gavetas e mostrei que não tinha dinheiro. Mas ele insistia, então levou dois celulares que estavam aqui”, declara mostrando as gavetas do caixa onde estavam os telefones.

A vítima lembra que foram aproximadamente cinco minutos naquela situação. “A ação foi rápida e eu fiquei muito calma. Eu tinha que ficar tranquila. Não ter nenhuma reação para o meu filho ficar bem”.

Segundo a comerciante, os dois envolvidos no assalto estavam bem vestidos e têm boa aparência. “Eu até pensei que eram estudantes da universidade que de vez em quando passam aqui para comprar alguma coisa. Nunca que eu ia suspeitar”.

Os autores fugiram na motocicleta em direção à avenida do Seminário. A Polícia Militar esteve no local. “Eles [policiais] foram rápidos e vieram duas vezes aqui na madrugada [quando o bar já estava fechado] para saber se eu estava bem”. Nenhum suspeito foi localizado.

Abstenção em concurso da Câmara Municipal da Capital passa dos 30%
O domingo (17) foi de provas para milhares de campo-grandenses, tanto na manhã como no período da tarde, no concurso da Câmara Municipal, que segundo...
Com forte dores, mulher reclama de falta de atendimento em UPA
Mesmo apresentando fortes dores e inchaço na região do estômago, sem conseguir comer a três dias, uma mulher que procurou atendimento na UPA (Unidade...
Problema rotineiro, chuva causa alagamentos no bairro Cidade Morena
A chuva que atingiu Campo Grande no fim da tarde deste domingo (17) causou vários problemas à população, desde alagamentos a problemas estruturais em...


Que situação essa jovem mãe passsou.A "tranquilidade",que a mesma demonstrou mesmo num momento e completa tensão,foi instinto de defesa.Deus nos conforta nos momentos mais difíceis.
Como podemos perceber na fala da vítima,os policiais deram todo apoio necessário, dentro das sua possibilidades.A polícia sempre trabalha legal.Mas muitas vezes a população reclama(e com razão),da demora, da falta de policiamento,etc.Isso não é culpa dos nossos policiais,sim do poder público, que maquia tudo...As vezes esses bravos homens, não dispõem de viaturas e até mesmo de um contigente efetivo para prestar a SEGURANÇA PÚBLICA devida a população.
Devemos cobrar nossos direitos,pagamos impostos e colocamos esses políticos no poder, para TRABALHAREM em benefício da sociedade.
Gostaria de dar uma dica, para essa jovem mãe: Não deixe seu filho solto pela loja,redobre os cuidados.Afinal,MARGINAL não têm nada a perder,são Vermes fazendo peso sobre a terra.Infelizmente,hoje somos reféns da bandidagem.Estamos protegidos por cerca,alarme,cães,guardas(quem paga particular) e ainda continuamos vulneráveis a esses DELINQUENTES...que dispõem dos DIREITOS DO MANOS para defende-los,é mole?
Confesso, que estou muito preocupada com a nova resolução do CNJ(Conselho Nacional de Justiça).Querem esvaziar os presídios, devido a super lotação da população carcerária.Isso, se não falha a memória, começa dia 05 do próximo mês.
Já imaginaram o que vai acontecer?a justiça jamais, irá conseguir fiscalizar esse bandidos soltos,para ver se realmente estão trabalhando(honestamente).Os bandidos, que serão contemplados com essa liberação,serão os que praticaram segundo a lenda, coisas simples(para eles).
 
neyde de oliveira em 23/06/2011 11:16:33
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions