A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

17/05/2016 18:52

Bandidos foram direto à tesouraria de banco e sabiam quais malotes levar

João Humberto e Thiago de Souza
Criminosos se passaram por funcionários do BB usando crachás, renderam segurança e fugiram com 4 malotes (Foto: Marcos Ermínio)Criminosos se passaram por funcionários do BB usando crachás, renderam segurança e fugiram com 4 malotes (Foto: Marcos Ermínio)

Minutos depois que funcionários da empresa de transporte de valores Protege deixaram malotes com dinheiro no Banco do Brasil localizado na avenida Afonso Pena, esquina com a rua 13 de Maio, para serem usados nos caixas da agência, dupla vestida de terno e usando crachás do banco entrou no local, rendeu um segurança da empresa Security, ao menos seis funcionários e se dirigiu até a tesouraria, quando anunciou assalto. O crime ocorrido nesta terça-feira (17), por volta das 10h20, configura ato premeditado, pois indica exatamente quais os malotes que seriam roubados, segundo informações policiais.

Quando a dupla entrou no local, teve a entrada liberada pelo segurança rendido. Em depoimento ao delegado Edilson dos Santos, titular do Garras (Delegacia Especializada de Repressão a Roubos a Banco, Assaltos e Sequestros), o segurança relatou que a dupla possuía apenas uma arma.

O alarme não tocou na porta giratória, mesmo os bandidos portando uma arma, fator que comprova falha no sistema de segurança e que está sendo investigada. Depois de render o segurança, a dupla amarrou alguns funcionários, colocou os quatro malotes com dinheiros de contas jurídicas em mochilas e fugiu.

Momentos depois os funcionários conseguiram se desamarrar e acionaram a polícia que foi até o local realizar os levantamentos de praxe. No banco há câmeras de circuito interno que captaram todas as imagens do assalto, agora sob poder do Garras.

Sobre o valor roubado, o delegado Edilson dos Santos diz que ainda está sendo contabilizado. No entanto, afirma que após ouvir testemunhas, é considerado que os bandidos tinham informação privilegiada e indícios de crime premeditado.

Antes de fugirem, os bandidos chegaram perto de um cofre que possui sistema de temporizador e precisa de duas pessoas para ser aberto. Como não obtiveram êxito em abri-lo, fugiram levando também a um revólver calibre 38 do segurança.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions