A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

11/06/2015 20:25

Blitz educativa irá orientar população sobre Teste do Coraçãozinho

Lúcio Borges
De cada 100 bebês nascidos vivos, um é cardiopata. (Foto: divulgação)De cada 100 bebês nascidos vivos, um é cardiopata. (Foto: divulgação)
Símbolo da Cardiopatia Congênita, o vermelho representa o sangue arterial e o azul, o sangue venoso.Símbolo da Cardiopatia Congênita, o vermelho representa o sangue arterial e o azul, o sangue venoso.

Blitz educativa pretende orientar a população na Capital sobre o Teste do Coraçãozinho, na tarde desta sexta-feira, que tem todo dia 12 de junho, instituído para o Dia da Consciência da Cardiopatia Congênita. O dia com ação visa divulgar informações sobre prevenção contra a doença, que é qualquer anormalidade na estrutura ou função do coração que surge na formação do coração do bebê. A blitz especial acontece na Avenida Afonso Pena com a Rua 14 de Julho, a partir das 13h30, revelando que o problema não é tão distante. De cada 100 bebês nascidos vivos, um é cardiopata.

A data foi escolhida dentro do ‘mundo dos adultos’, por ser o dia onde os corações batem mais forte pelo Dia dos Namorados. Assim, qualquer ação lembra que tem que se cuidar do pequeno coração para chegar bem para dividi-lo no futuro. Assim, amanhã em Campo Grande, o dia da Consciência da Cardiopatia, contará com a ação de divulgação no centro da Capital, sendo realizada pelo mandato do deputado estadual Marcio Fernandes (PTdoB), que é autor da Lei Nº 4.131/11, que fez de Mato Grosso do Sul, o primeiro Estado a tornar obrigatório o teste do coraçãozinho em recém-nascidos.

O teste é de suma importância porque o diagnostico aponta a Cardiopatia Congênita e a anormalidade na estrutura ou função do coração que surge já nas primeiras oito semanas de gestação quando se forma o coração do bebê. A disfunção ocorre por uma alteração no desenvolvimento embrionário da estrutura cardíaca.

Por meio do exame é possível medir os níveis de oxigênio no sangue do bebê e caso seja detectada alguma cardiopatia, o tratamento precoce é fundamental para preservar a vida. A oximetria de pulso, popularmente conhecido como Teste do Coraçãozinho pode ser realizado por um profissional de enfermagem e não exige mais do que cinco minutos para a sua realização.

Minuto de uma Vida

O parlamentar, autor da lei, ressalta que o teste vale uma vida toda e que sua realização é fácil, rápida e eficiente. “São minutos preciosos que podem salvar vidas. O Teste do Coraçãozinho é indolor, não invasivo e de baixo custo. É importante fazer este exame nas primeiras 24 horas de vida do bebê e conseguir tratar a tempo caso seja detectada alguma cardiopatia”, explicou Marcio Fernandes.

De acordo com a Associação de Assistência à Criança Cardiopata Pequenos Corações, a cada 100 bebês nascidos vivos, um é cardiopata. Na maioria das vezes, é necessária intervenção cirúrgica quando identificada a doença, ao passo que o Teste do Coraçãozinho reduz esse risco antes mesmo do bebê sair da maternidade.

Vice-governadora visita projeto em que detentos reformam escolas
O projeto "Pintando e Revitalizando a Educação com Liberdade", desenvolvido pelo Poder Judiciário estadual, foi conhecido e elogiado na sexta-feira (...
Crianças do Vespasiano Martins recebem Papai Noel e ganham presentes
As crianças do loteamento Vespasiano Martins, na periferia de Campo Grande, receberam a visita especial do Papai Noel neste sábado (16). Foram distri...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions