ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, SEXTA  24    CAMPO GRANDE 28º

Capital

Bombeiros gastaram 20 mil litros de água para controlar incêndio em residência

Incêndio pode ter sido causado por um curto-circuito

Por Adriano Fernandes e Ana Beatriz Rodrigues | 24/07/2021 17:41


O Corpo de Bombeiros gastou cerca de 20 mil litros de água para controlar as chamas na residência da Rua Serrata, no Bairro Jardim Veraneio, que foi atingida por um incêndio desde o final da tarde deste sábado (24). Ainda não se sabe o que teria causado a tragédia, mas a suspeita inicial é de que as chamas tenham começado a partir de um curto-circuito.

Quando os bombeiros chegaram ao local o portão da residência estava energizado, o que reforça essa possibilidade. O incêndio foi controlado por volta das 16h, mas pouco tempo depois algumas chamas ressurgiram e o trabalho de rescaldo foi retomado.

Ao fundo da imagem, buraco por onde a moradora foi resgatada. (Foto: Ana Beatriz Rodrigues)
Ao fundo da imagem, buraco por onde a moradora foi resgatada. (Foto: Ana Beatriz Rodrigues)

“Ainda não sabemos ao certo o que teria causado o incêndio, mas a fiação era muito antiga e havia muito lixo acumulado”, comentou o tenente Vilas Boas, um dos responsáveis pelos trabalhos. Na casa havia todo tipo de entulho, o que facilitou que as chamas se alastrassem com facilidade pelo terreno. O tenente acha pouco provável que as chamas começado embaixo de um sofá, como alegou a aposentada Maria Regina Nogueira, de 56 anos, que foi resgatada em meio as chamas.

O incêndio - Com a residência consumida pelo fogo, a fumaça preta do incêndio foi vista a quilômetros do local. Maria estava sozinha no momento do incidente e foi resgatada por policiais militares através de um buraco no muro do terreno, que foi feito a marretadas por vizinhos. A aposentada recebeu os primeiros socorros na calçada e em seguida foi transferida para o CRS (Centro Regional de Saúde) Nova Bahia, com crise hipertensiva causada pela inalação da fumaça. O dono da residência, Rodrigo Araújo da Silva, aposentado de 80 anos, contou ao Campo Grande News que não estava no local quando o fogo começou, e confessou ser acumulador.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário