A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 25 de Abril de 2019

16/11/2018 10:29

Câmera registra execução de empresário do ramo de mineração

Crime aconteceu por volta de 1h desta quinta-feira (15), na Rua Patagônia com Antônio Vieira, no Jardim Bela Vista

Viviane Oliveira
Atirador disparou pelo menos 13 tiros contra a caminhonete (Foto: reprodução/vídeo)Atirador disparou pelo menos 13 tiros contra a caminhonete (Foto: reprodução/vídeo)

Imagens de câmeras de segurança filmaram o momento em que o atirador desce de um Chevrolet Onix de cor escura e dispara pelo menos 13 tiros de pistola 9 milímetros contra a caminhonete Toyota Hilux ocupada pelo empresário Cláudio da Silva Simeão, 48 anos, o filho dele, Gabriel Yuri de Moura Simeão, 22 anos, e um amigo da família.

Gabriel dirigia a caminhonete, quando foi interceptado na entrada do portão por dois homens em um Chevrolet Onix de cor escura. O passageiro desceu e atirou várias vezes contra a Hilux. Mesmo ferido, Gabriel ainda conseguiu entrar na garagem. 

Cláudio morreu no local. Gabriel foi atingido no tórax e teve o pulmão lesionado. Ele está internado em estado grave na Santa Casa. O amigo da família ficou ferido por causa do estilhaços do vidro do automóvel, mas não precisou de atendimento médico. O atirador e o motorista do carro ainda não foram presos. Cláudio era dono de uma empresa de mineração em Corumbá.

Segundo o delegado Antônio de Souza Ribas, que atendeu a ocorrência, o filho havia acabado de buscar o pai no Aeroporto. Cláudio voltava do Rio de Janeiro, onde havia ido tratar de negócios. A Polícia Civil afirma que já sabe a identidade dos suspeitos. O motivo do crime não foi divulgado para não atrapalhar as investigações. O caso foi registrado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Centro. Assista, abaixo, ao vídeo. 

Execuções - De junho para cá, a execução de Cláudio foi o quarto crime dessa natureza na Capital. No dia 11 de junho, O subtenente Ilson Martins de Figueiredo, que era o chefe da segurança da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul, foi morto às 6h de uma segunda feira O policial conduzia um Kia Sportage, que foi atingido por pelo menos 45 tiros de fuzil AK 47 e carabina 556. Ilson morreu na hora.

Na madrugada de 18 de outubro, Marcel Costa Hernandes Colombo, 31 anos, que ficou conhecido como Playboy da Mansão, foi assassinado enquanto bebia com os amigos, na Cachaçaria Brasil, na Avenida Fernando Correa da Costa, na Vila Rosa Pires. Ele foi atingido por cinco tiros de pistola 9 milímetros e morreu no local.

Na noite de 26 de outubro, Orlando da Silva Fernandes, 41 anos, também foi executado a tiros de fuzil. O crime foi na Rua Enramada, no Jardim Autonomista, em Campo Grande. Ele teria entregado a executores a rotina do narcotraficante Jorge Rafaat aos executores, que foi assassinado em junho de 2016 no Paraguai. Na morte do subtenente e Orlando, os carros usados nas ações foram incendiados. A Polícia Civil criou uma força-tarefa para investigar as três execuções.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions