A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

12/08/2015 16:12

Câmeras irão coibir utilização de tarifa gratuita por terceiros nos ônibus

Alan Diógenes e Ricardo Campos Jr.
João Rezende, do consórcio Guaicurus, mostra como câmeras vão funcionar (Foto: Fernando Antunes)João Rezende, do consórcio Guaicurus, mostra como câmeras vão funcionar (Foto: Fernando Antunes)

A Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito) implantou um novo método de coibir que terceiros utilizam o passe de ônibus gratuito, sem estarem cadastrados. Após 480 pessoas serem flagradas de janeiro a julho, utilizando cartões de outros usuários, câmeras foram instaladas nos validadores de passagens, para comparar a imagem do sistema com a pessoa que estiver entrando no coletivo.

Conforme o diretor do Consórcio Guaicurus, João Rezende Filho, atualmente seis funcionários fazem o trabalho de comparação de dados, mas o novo método veio para auxiliá-los a combater este tipo de irregularidade. “Antes os ônibus tinham apenas as câmeras para flagrar assaltos, por exemplo, agora terão mais essa para o reconhecimento fácil. No final do dia, quando o ônibus entrar na garagem, o validador de passagens processar os dados e enviar os funcionários que farão o bloqueio dos cartões usados de forma irregular”, explicou.

Neste começo, os funcionários estarão orientando as pessoas de como o novo sistema irá funcionar. As câmeras são para coibir irregularidades apenas nos cartões de gratuidade, usados por 102 mil usuários, entre estudantes, idosos, deficientes e acompanhantes. A pessoa que for flagrada utilizando cartão de outra pessoa terá o benefício automaticamente cancelado.

Para a identificação, o Consórcio Guaicurus pede para os usuários evitarem entrar no coletivo usando óculos escuros, chapéus e bonés. “Vai ter que haver uma mudança de cultura. A mesma mudança de quando houve a retirada dos cobradores. De princípios as pessoas não aceitaram bem, mas logo acabaram acostumando com a mudança”, ressaltou João.

Segundo ele, os cancelamentos de cartões usados de forma irregular varia de 60 a 70 realizados por mês. Todos os veículos do transporte coletivo já estão equipados com as câmeras de identificação. A nova forma de identificação foi publicada ontem (12) no Diogrande (Diário Oficial de Campo Grande). Placas serão colocadas nos validadores para avisar os usuários da mudança.

Com a decisão, deficientes e acompanhantes terão que atualizar a situação cadastral. Já os cartões para os estudantes serão atualizados da mesma forma como já é, no final do período escolar e os idosos, que tem em seu cartão os prazos de validade, terão que renovar conforme as datas. A forma de cadastro continua a mesma, sendo necessário a apresentação dos documentos pessoais e uma foto 3x4.

O diretor do Consórcio Guaicurus não informou a estimativa de custo do novo método de identificação, mas disse que ele já estava previsto na passagem eletrônica, iniciada em 2012. Também está previsto o sistema de videomonitoramento real da circulação dos coletivos, onde os usuários poderão saber qual é o tempo de espera de viagem. Hoje 25% das viagens realizadas por dia são de forma gratuita.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions