ACOMPANHE-NOS    
ABRIL, DOMINGO  11    CAMPO GRANDE 28º

Capital

Câmeras só flagraram fuga da Máxima quando presos já estavam pulando muralha

Alarme foi acionaram, mas detentos foram mais rápidos que policiais penais

Por Anahi Zurutuza | 26/01/2021 10:32
Entrada do presídio de segurança máxima de Campo Grande nesta manhã; quase não havia movimentação no local, apesar da fuga na madrugada (Foto: Marcos Maluf)
Entrada do presídio de segurança máxima de Campo Grande nesta manhã; quase não havia movimentação no local, apesar da fuga na madrugada (Foto: Marcos Maluf)

A fuga de 4 presos do Estabelecimento Penal Jair Ferreira de Carvalho, o presídio de segurança máxima localizado na saída para Três Lagoas, em Campo Grande, foi descoberta pelas câmeras de segurança.

Os presos serraram as grades da cela 31 do pavilhão 1 na galeria A e mesmo assim não foram vistos saindo e só foram descobertos tarde demais.

 De acordo com a Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário), às 3h15, policiais penais só visualizaram os detentos escalando a muralha da unidade e acionaram o alarme sonoro, mas antes que pudessem chegar ao ponto do muro, os internos já havia escapado e desaparecido.

Ainda de acordo por a Agepen, assim que detectada a fuga, “foi realizada a conferência dos presos, para identificação, e  informaram a polícia para a realização de buscas”.

Da esquerda para a direita, Djordan, Andre, Jonatha e Paulo (Foto: divulgação/Agepen)
Da esquerda para a direita, Djordan, Andre, Jonatha e Paulo (Foto: divulgação/Agepen)

Os fugitivos foram identificados como Jonathan Gomes da Silva, conhecido como “Barata”, André Cerdeira, o “Deco”, Djordan William Ribas da Cruz, o “Billy”, e Paulo Ricardo Silva da Rosa, o “Bombadinho”.

Nesta manhã, policiais penais trabalham no “confere” das celas, contagem dos presos e vistoria.

A Perícia Técnica da Polícia Civil também foi acionada para fazer levantamentos no local.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário