A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

15/04/2013 11:50

Campanha de vacinação contra gripe na Capital deve imunizar até 130 mil pessoas

Luciana Brazil
Amilton é cardiopata grave e não deixa para o segundo dia a vacinação.Amilton é cardiopata grave e não deixa para o segundo dia a vacinação.

Começou hoje a campanha nacional de vacinação contra gripe. Em Campo Grande, a expectativa é vacinar 131 mil pessoas, segundo a coordenadora municipal de vigilância epidemiológica, Erci Hirorta. Este número representa 80% do público alvo, que inclui idosos, crianças de seis meses a dois anos, gestantes, profissionais da saúde e indígenas.

A novidade neste ano é que também deverão ser imunizadas as mulheres que tiveram bebê nos últimos 45 dias, além dos doentes crônicos, que terão acesso livre aos postos de saúde e os presidiários. Até o ano passado, este público recebia a vacina nos Centros de Referência de Imunobiológicos Especiais (Cries), caso sobrasse estoque de vacina.

A partir de agora, algumas indicações de doentes crônicos como cardiovasculares, pulmonares, imunológicos, renais e neurológicos, devem levar uma prescrição médica para receber a vacina.

O clima forçou a antecipação da campanha neste ano, que é feita sempre na última semana de abril, início de maio.
Segundo Erci, 70 mil doses já foram disponibilizadas aos postos de saúde. Mais 70 mil devem ser entregues ainda para o município.

"Existem alguns mitos, como vacinar e ficar gripado. Isso é um mito. Todo o grupo alvo deve tomar a vacina", ressalta Erci.

Hoje, por volta das 9 horas, 26 pessoas já tinham sido vacinadas no posto de saúde do bairro Tiradentes. Segundo as enfermeiras, o número é baixo. Geralmente neste horário, no primeiro dia, pelo menos o dobro de pessoas já deveria ter recebido a imunização.

Erci lembra que existem alguns mitos em torno da vacina, mas devem ser deixados de lado.Erci lembra que existem alguns mitos em torno da vacina, mas devem ser deixados de lado.
No posto de saúde do bairro Tiradentes, já havia fila no início da manhã.No posto de saúde do bairro Tiradentes, já havia fila no início da manhã.

Cardiopata grave, Amilton Barbosa Dias, 53 anos, é aposentado por invalidez, e todo o ano procura a vacina já no primeiro dia de campanha. “Tenho que me prevenir”. Ele lembra que toma a vacina pelo quarto ano consecutivo e aprova a imunização. "Não tive gripe neste periodo"

O aposentado, Joel Soares, 62 anos, conta que toma a vacina há quatro anos, antes mesmo de completar a idade alvo da campanha. "Me sinto mais seguro. Quero ficar imune e me precaver"

No próximo sábado, dia 20, será realizado um mutirão da campanha de vacinação, o Dia D. Além dos postos de saúde, outros lugares da cidade se transformaram em postos de imunização. Segundo Erci, supermercados, shoppings, além de um ponto na avenida Afonso Pena com a rua 14 de Julho são alguns dos exemplos.

Brasil: No ano passado, 26 milhões de pessoas foram vacinadas (86,3% do público alvo). Nesse período, o país registrou 420 mortes provocadas por complicações relacionadas à gripe. A maioria das vítimas fazia parte do grupo de risco.

Terminal rodoviário de Campo Grande oferece cartões de Natal gratuitos
A rodoviária de Campo Grande, mais um ano, oferece gratuitamente cartões de Natal gratuitamente para os passageiros que passarem pelo local até o pró...
Universidade do MS recebe certificação de excelência em gestão
Será recebida pela UCDB (Universidade Católica Dom Bosco) em solenidade que acontece na próxima segunda-feira (18) o certificado de excelência em ges...
Águas Guariroba continua com campanha de renegociação de dívidas
Vai até o dia 29 deste mês a campanha "Fique em Dia", realizada pela Águas Guariroba para renegociar as dívidas que os consumidores têm com a empresa...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions