ACOMPANHE-NOS    
MAIO, SÁBADO  21    CAMPO GRANDE 14º

Capital

Campanha pede lei que obrigue motorista a prestar socorro a animais atropelados

Sobrevivente, pitbull Thor foi quem motivou abaixo-assinado e agora está à procura de um lar

Por Adriano Fernandes | 30/12/2021 15:53
Pitbull Thor está internado à procura de um lar. (Foto: Divulgação)
Pitbull Thor está internado à procura de um lar. (Foto: Divulgação)

Diante dos casos de atropelamentos de cães e gatos nas ruas da Capital, abaixo-assinado busca reunir assinaturas para fundamentar pedido de lei, que obrigue os motoristas a prestarem socorro aos animais atropelados no trânsito de Campo Grande.

O estopim da iniciativa foi o atropelamento do pitbull Thor, que ficou paraplégico depois de ser atingido por uma Hilux, há um mês, na Avenida Marines próximo ao cruzamento com a Avenida Orlando Darós, no Bairro Maria Aparecida Pedrossian. Câmera de segurança flagrou a situação. Confira abaixo. 

Mesmo vendo o animal se arrastando na pista o condutor deu ré no veículo, desviou do cachorro e fugiu, sem prestar socorro. Thor foi resgatado pela protetora Irene Ferreira, que por coincidência mora em frente ao local do atropelamento. Desde então ele segue internado em uma pet shop do Bairro Tiradentes, enquanto os custos do tratamento e da estadia, só aumentam.

Confira o vídeo do atropelamento do cachorro Thor:

Quem teve a iniciativa de criar o abaixo-assinado foi o bacharel em Direito Pablo Neves Chaves, após ser procurado pela protetora. Pablo é pós graduando em em direito animalista e conta que a proposta de lei, visa coibir um tipo de acidente, cada vez mais frequente no trânsito de Campo Grande.

"O atropelamento de animais não é crime, mas ao meu ver o abandono pode ser enquadrado com um um crime de maus tratos. Por isso a proposta tem o objetivo de fazer com que o motorista seja obrigado a prestar socorro, sob pena de uma sanção administrativa com uma multa", comenta. O bacharel também é o responsável por mover a ação que garantiu a permanência do gatinho Frajola, no Condomínio Parque Residêncial Mangaratiba, no Bairro Tiradentes.

O abaixo-assinado foi criado há apenas três dias e já conta com quase mil assinaturas, graças ao apoio de moradores, ONG's e protetores independentes de Campo Grande. Para assinar, basta clicar aqui. O atropelamento do cachorro Thor também será registrado na Polícia Civil, na expectativa de que seja aberto um inquérito para tentar identificar o condutor da caminhonete que atropelou o animal.

Pablo explica que a partir das assinaturas, vai encaminhar ofício à prefeitura e também à Câmara Municipal, para que seja criada uma Lei que disponha sobre a obrigatoriedade de prestar socorro aos animais atropelados no município de Campo Grande. Projeto semelhante aguarda apreciação na casa de leis, pedindo a obrigatoriedade do motorista arcar com as custas do veterinário em casos de atropelamento.

Um vaquinha online também foi criada para ajudar a bancar o tratamento do pitbull Thor. Os gastos com medicação, diária e curativos, por exemplo, são de aproximadamente R$ 3,5 mil e o cachorro ainda vai ter que fazer uma cirurgia no valor de R$ 5 mil. Thor só deve voltar a andar com o auxílio de rodinhas nas patas traseiras, já que não tem forças para se levantar. Para ajudar com doações, clique aqui.

Pablo lembra que além de enfrentar todo esse sofrimento, Thor ainda está à procura de um lar. "Quanto mais rápido achar um lar temporário ou definitivo para ele, vai ajudar a economizar com hospedagem na clínica veterinária", completa. Interessados em adotar o cachorrinho podem entrar em contato com o Campo Grande News, via Direto das Ruas.



Nos siga no Google Notícias