A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 22 de Setembro de 2018

12/04/2018 10:32

Capital planeja concluir um terço das obras do Reviva Centro em 2018

Em reunião no BID, município prestou contas do andamento da obra de reforma no centro da Capital

Mayara Bueno
Dirigentes do BID em reunião com prefeito Marquinhos Trad e coordenadora de projetos, Catiana Sabadin. (Foto: Divulgação).Dirigentes do BID em reunião com prefeito Marquinhos Trad e coordenadora de projetos, Catiana Sabadin. (Foto: Divulgação).

A prefeitura de Campo Grande planeja executar um terço das obras do Reviva Centro em 2018, de acordo com a coordenadora da Central de Programas e Projetos Especiais, Catiana Sabadin. Ela e o prefeito Marquinhos Trad (PSD) se reuniram com o BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento), em Brasília, nesta quinta-feira (dia 12), para prestar contras sobre o andamento da intervenção.

Atualmente, a licitação está em fase de finalização para que a primeira parte da obra seja iniciada em maio. O programa, engavetado em 2013 e retomado em 2017, prevê a revitalização do centro da Capital com aporte de U$ 56 milhões (cerca de R$ 175 milhões) do Banco.

Conforme a coordenadora, a intenção para este ano é executar U$ 5 milhões e concluir ao menos 35% da obra.

Obras - O Reviva Centro, que também tem apoio do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento), engloba a revitalização da 14 de Julho, o projeto habitacional e a requalificação dos passeios públicos no entorno do Marcado Municipal, Horto Florestal, Pensão Pimentel e Camelódromo.

O primeiro trecho, contemplará a 14 de Julho, entre a Rua 7 de setembro e Avenida Mato Grosso. Dentre os principais pontos do projeto, além do embutimento dos fios e retirada dos postes, há a redução no tráfego de veículos para duas faixas e a retirada da circulação de ônibus pela via, além do retorno de relógio histórico na 14 com Afonso Pena.

A medida possibilitará ampliar calçadas de três para 4,2 metros com recuos para embarque e desembarque de passageiros e cargas. Áreas de descanso com bancos, árvores e painéis que garantam o conforto de pedestres contra as altas temperaturas durante o dia também estão previstos.

Engavetado desde 2013, o projeto milionário para revitalizar o centro de Campo Grande foi novamente negociado no ano passado. De lá para cá, o município anunciou datas para começo da obra, a última em fevereiro, mas dependia ainda da licitação.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions