A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 25 de Setembro de 2018

03/10/2017 09:23

Carga de cocaína que saiu de MS para Santos é avaliada em R$ 5 milhões

Guilherme Henri
Droga era levada em fundo falso na carreta que saiu de Mato Grosso do Sul (Foto: Divulgação/PF)Droga era levada em fundo falso na carreta que saiu de Mato Grosso do Sul (Foto: Divulgação/PF)

Carga de 436,4 quilos de cocaína que saiu de Campo Grande foi avaliada em R$ 5 milhões pela Polícia Federal de Piracicaba (SP). Preso em flagrante, o motorista de 35 anos é natural de Camapuã – a 133 quilômetros da Capital. A apreensão ocorreu na manhã de ontem (2), em Limeira, interior de São Paulo.

De acordo com o delegado da PF, Florisvaldo Neves, o motorista, que não teve o nome divulgado, disse que pegou o caminhão já carregado em Campo Grane e a intenção era levá-lo até Santo (SP) onde alguém pegaria a carga em um posto de combustíveis.

“Ele disse que receberia R$ 100 mil pelo transporte, dinheiro que foi apreendido com ele e ainda também ganharia o caminhão”, detalhou o delegado.

Além da droga, PF também apreende R$ 100 mil com motorista (Foto: Divulgação/ PF)Além da droga, PF também apreende R$ 100 mil com motorista (Foto: Divulgação/ PF)

A versão não convenceu a polícia e, conforme o delegado, o que chama a atenção é que o caminhão não tinha queixa de roubo ou furto e o suspeito também não tinha passagens pela polícia.

“Essa será uma das linhas da investigação. De quem era esse caminhão para onde realmente iria e quem mais está envolvido com o transporte desta carga de entorpecente”, antecipa.

Apreensão - A droga estava escondida no fundo falso na carroceria do bitrem, que trafegava pela cidade paulista. A droga segue para o depósito da Polícia Federal em São Paulo e posterior incineração. O bitrem permanece apreendido. O dinheiro será depositado em Juízo.

O preso foi recolhido no CDP de Piracicaba, à disposição da Justiça Criminal de Limeira.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions